quinta-feira, julho 7, 2022

“Os nossos mortos continuam vivos, quando lhes cultuamos a memória”

Maria Firmina dos Reis, Úrsula: Uma história em quadrinhos. Capa. Ilustração de Marcos Caldas. Reprodução
Historiador Iramir Araújo lança hoje em São Luís, HQ sobre vida e obra de Maria Firmina dos Reis Historiador e mestre em História Social pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), já há algum tempo Iramir Araújo vem dando uma inestimável contribuição para a ampliação do alcance de determinados autores maranhense, suas obras e histórias. Envolvido também com publicidade, ele carrega...

Novo documentário de Max Alvim será lançado em São Luís em sessão seguida de debate com o diretor

O cineasta Max Alvim (à frente) durante o lançamento em São Paulo. Foto: Piu Dip. Divulgação
Gratuita e aberta ao público, sessão acontece nesta quarta-feira (11), no bairro da Liberdade Numa iniciativa ousada e democratizante, o documentário “O povo pode? – Um país pelo olhar de brasileiros”, do cineasta Max Alvim (direção, roteiro e montagem), iniciou sua trajetória de exibições no último dia 4, em São Paulo. O filme já foi exibido em Brasília Teimosa, comunidade...

Cátia de França, grávida de emoções e belezas

A cantora e compositora Cátia de França. Retrato: Zema Ribeiro
A cantora e compositora paraibana Cátia de França, 75, se apresenta neste sábado (7), na programação No Caminho do Farol, da Casa d’Arte (Rua do Farol, Raposa), com entrada franca – conheça a programação completa no site do centro cultural. A artista estreou em disco com “20 palavras ao redor do sol” (1979), produzido por Zé Ramalho. O disco foi...

Glauber Rocha volta a Cannes, em cópia de “Deus e o diabo na terra do sol” restaurada em 4K

Deus e o diabo na terra do sol. Still. Reprodução
“Num ano com Zer000 filmes brasileiros novos (em sintonia com o país hoje) o filme de Glauber é o verde no chão seco”, comemorou o cineasta Kleber Mendonça Filho em uma rede social. O diretor de “O som ao redor”, “Aquarius” e “Bacurau” se refere à exibição de “Deus e o diabo na terra do sol”, de Glauber Rocha,...

A grandeza de Otto

O cantor e compositor Otto, sempre pronto para brigar pelas causas em que acredita. Retrato: Rui Mendes. Divulgação
“Canicule sauvage”, novo disco de Otto, foi disponibilizado hoje nas plataformas de streaming. A expressão em francês que o batiza significa “onda de calor selvagem”, em tradução livre. Embora aborde a questão climática, a faixa-título tem ares do encontro musical de Serge Gainsbourg e Jane Birkin, com seu canto sussurrado. O álbum é um reflexo do isolamento social imposto pela...

“Violivoz”: Chico César e Geraldo Azevedo, juntos, amanhã em São Luís

Chico César e Geraldo Azevedo em Maceió. Foto: Paulo Mendonça Junior/ Divulgação
Chico César e Geraldo Azevedo são dois dos artistas brasileiros de plateias mais fiéis em São Luís do Maranhão. Isto se deve, muito provavelmente, ao sucesso que ambos fizeram com músicas em homenagem à capital maranhense. Desde 1984, as rádios da ilha tocaram bastante o sucesso “Terra à vista” (Carlos Fernando), cuja letra começa, direta: “San, San, San, São Luís...

Um clube de reggae sobre as águas

A Praça dos Catraieiros, na Praia Grande, com a Casa do Maranhão à direita, vista do barco
FOTOS: GUTA AMABILE Que São Luís é considerada a capital brasileira do reggae, a Jamaica brasileira, não é novidade para ninguém, nem mesmo para os detratores da alcunha. O Tropical Reggae Cruise, passeio de barco de cerca de três horas, com discotecagem de Ademar Danilo, é mais uma prova. O jornalista e dj é um dos personagens centrais na cena reggae...

O forró do plural Ortinho

O cantor e compositor Ortinho. Foto: Isabela Martini. Divulgação
A ouvidos menos desavisados, de cara, pode soar contraditório que o cantor e compositor Ortinho, egresso da Querosene Jacaré, a banda mais rock’n roll do movimento MangueBit, lance um álbum inteiramente dedicado ao forró: “Caruarus – volume 1”, disponibilizado no fim da semana passada nas plataformas de streaming. A singular cidade natal, no agreste pernambucano, cujo plural empresta título ao...

Biografia ilustrada voltada ao público infantojuvenil homenageia Maria Firmina dos Reis em seu bicentenário

A jornalista e escritora Andréa Oliveira e sua nova obra. Foto: Tay Oliveira. Divulgação
Hoje (11) completam-se 200 anos do nascimento da maranhense, abolicionista e pioneira; livro de Andréa Oliveira, ilustrado por Mônica Barbosa, ajuda a despertar interesse de crianças e adolescentes pela vida e obra da escritora e compositora Neste 11 de março celebra-se o bicentenário da escritora e compositora Maria Firmina dos Reis, abolicionista que, como muitos artistas brasileiros, faleceu esquecida. Nascida...

Quinteto Violado, cinquentão

Quinteto Violado, 1973
Completados 50 anos de atividade, a banda pernambucana Quinteto Violado adquire ares de insólita instituição, como prova a biografia Lá Vêm os Violados - Os 50 Anos da Trajetória Artística do Quinteto Violado, do jornalista paraibano-pernambucano José Teles. O livro, versão ampliada pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) de um lançamento original de 2012 (pelo selo Bagaço), inicia nos primórdios e chega...