O jogo da asa da bruxa Cátia de França

No Sesc Belenzinho, a paraibana refugiada na serra fluminense Cátia de França faz um show cheio de empolgação e de interjeições de espanto pela constatação da própria permanência, de sua eternidade pequenina. De início visível e declaradamente nervosa, ela recolhe apenas canções do álbum inaugural 20 Palavras ao Redor do Sol (1979), coproduzido pelo conterrâneo e então padrinho musical Zé Ramalho, para quem tocava sanfona e...

Geraldo Azevedo, o sobrevivente

O cantor e compositor pernambucano lança "Solo Contigo" e fala da prisão e da tortura pela ditadura brasileira, em 1969 e 1974 "A gente saiu da maior glória para a clandestinidade." O pernambucano Geraldo Azevedo jamais foi um propagandista das agruras que sofreu junto à ditadura civil-militar de 1964, mas história para contar não lhe falta. Estava com Geraldo Vandré...

Caixa Cultural veta espetáculo do Clowns de Shakespeare no Recife

Montagem sobre livro do escritor uruguaio Eduardo Galeano é proibida de ser apresentada logo após estrear Sem maiores explicações, a Caixa Cultural do Recife cancelou no sábado 7 de setembro a segunda apresentação do espetáculo Abrazo, do grupo teatral potiguar Clowns de Shakespeare. O veto surpreendeu os integrantes da companhia, que souberam que as demais apresentações do domingo e...

A meta de Baco Exu do Blues é o mundo

A vertigem da vitória acomete o jovem baiano Diogo Moncorvo, mais conhecido como Baco Exu do Blues. Poucos meses atrás, em "Me Desculpa Jay-Z", ele compôs os versos "tá tudo confuso como meus sonhos eróticos com a Beyoncé/ me desculpa Jay-Z, queria ser você". Dias atrás, com o curta-metragem "Bluesman", ele suplantou o casal Beyoncé-Jay-Z, inscrito na mesma categoria em que ele,...

Daniela Mercury 2: com quantos nãos se faz um sim?

Feitos todos os preâmbulos, finalmente consigo fazer minha primeira pergunta, e a entrevista de Daniela Mercury começa. "Minha vida é feita de nãos", afirma a cantora e compositora durante o show O Axé, a Voz e o Violão, sem dar maiores explicações. Pergunto o significado daquela frase. "Talvez eu só tenha conseguido fazer algo importante porque recebi tantos nãos", ela sintetiza, após dar exemplos que se...

A poesia insubordinada de Edimilson de Almeida Pereira

Edimilson de Almeida Pereira
Autor mineiro se destaca pelo rigoroso exercício de afrouxar condicionamentos literários do poema e do pensamento  Professor de literatura portuguesa e literaturas africanas na Universidade Federal de Juiz de Fora e finalista do prêmio Jabuti em 2018, o poeta e ensaísta mineiro Edimilson de Almeida Pereira vem construindo, desde o alvorecer dos anos 00, uma obra fundada não somente no...

A desarmonia em João Gilberto

No princípio era a bossa nova. Em três discos fundadores, entre 1959 e 1961, João Gilberto se afinou com Antonio Carlos Jobim & Vinicius de Moraes (“Chega de Saudade”, “Brigas, Nunca Mais”, “O Amor em Paz”, “Insensatez”),  com Antonio Carlos Jobim & Newton Mendonça (“Desafinado”, “Samba de uma Nota Só”, “Meditação”, “Discussão”), com Antonio Carlos Jobim sozinho (“Só em Teus Braços”, “Corcovado”, “Outra...

A revolução mora ao lado

Ninguém está vendo a revolução. Ela acontece a poucos metros do posto de trabalho de Michel Temer e do Congresso Nacional sitiado pelas bancadas da bala, da Bíblia, do boi. Com entrada franca, o território livre (e totalmente cercado por grades) se chama Favela Sounds. Planta-se na Esplanada dos Ministérios, entre a catedral católica e o Museu Nacional de Brasília,...

Contra a face fascista do brasileiro

Luís Fernando Mifô. Reprodução
Quando assumiu a secretaria de Cultura do governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro, Roberto Alvim convocou artistas conservadores, a fim de criar uma “máquina de guerra cultural” – nunca ficou claro o que seria isso ou como funcionaria e o titular não durou muito na pasta, sendo substituído por Regina Duarte, que teve o mesmo fim. Fosse o mundo binário,...

“O mulato” em quadrinhos

"O mulato". Capa. Reprodução
Da ideia inicial, pesquisa, tratamentos de roteiro, desenhos até a impressão, Iramir Araújo e Ronilson Freire levaram dois anos para transpor “O mulato” (2019, 132 p.), originalmente publicado em 1881, romance inaugural do naturalismo no Brasil, do maranhense Aluísio Azevedo (São Luís, 1857-Buenos Aires, 1913). Como nada é por acaso, calhou de lançarem a HQ amanhã (20), último dia...