A hora do bacurau: Sérgio Ricardo

Sérgio Ricardo (1932-2020) desfrutou de um pique discreto de revalorização no ano passado, quando sua música "Bichos da Noite" (1967) foi incluída na trilha sonora de Bacurau. Entoada pelo elenco em procissão pelas ruas do vilarejo de Bacurau, a densa canção do compositor paulista (de Marília), mais que mero fundo musical, faz-se uma das almas do filme de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles....

Governo Bolsonaro diz que vai pagar dívidas da Cinemateca

Mario Frias e Marcelo Alvaro Antonio
Em reunião na tarde desta terça-feira em São Paulo entre gestores da Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp) e o ministro do Turismo de Jair Bolsonaro, Marcelo Álvaro Antonio, e o novo secretário Especial de Cultura, Mario Frias, os integrantes do governo pediram alguns dias para resolver as pendências jurídicas e financeiras da Cinemateca Brasileira - seus funcionários,...

Aldir Blanc por Eduardo Gudin

Eduardo Gudin
Aldir Blanc foi parceiro de muitos, mas com João Bosco e Guinga, sobretudo, foi partidário do samba e da liberdade, deixou um legado imenso em letras, cuja beleza é aqui lembrada pelo compositor paulistano Eduardo Gudin. No dia em que Aldir Blanc morreu, Gudin disse que sentiu um vazio parecido com a morte de Adoniran Barbosa. Samba é samba, do Rio...

Little Richard (1932-2020)

Little Richard
"Eu sou o inventor, o criador, o emancipador. Eu sou o rock’n’roll!". Foi a primeira frase que me disse Little Richard em 1997, quando veio  a São Paulo para fazer um show no antigo Olympia, na Lapa. Disse isso antes que eu perguntasse qualquer coisa. Quem discordaria? Anos curiosos aqueles: dois anos depois, James Brown também faria um show no...

Flavio Migliaccio, rosto que moldava os personagens

Flavio Migliaccio
Às vezes eu ficava olhando o Flavio Migliaccio (1934-2020) na TV e pensava: menino, já imaginou se o Martin Scorsese descobre esse cara? Ele certamente engoliria filmes inteiros como um daqueles gângsteres de fundo que o Scorsese imortalizou (com sobrenomes como Cenatiempo, Pietrangelo, Riccobene, Maniscalco, Gallo). Em dois tempos, Flavio estaria ombreando Joe Pesci, sendo recebido como rei nas...

O Brazil não merecia o Aldir

O Brasil já andava bem mal das pernas em setembro de 2017, quando Aldir Blanc (1946-2020) concordou em conceder uma entrevista, apenas por e-mail, a este jornalista. "Amanhã é meu aniversário e haverá, sem minha presença, já que não estou bem e não posso beber, comemoração na livraria Folha Seca na Ouvidor. Se quiser, apareça", convidou em 1º de setembro, enquanto justificava a...

Moraes Moreira: depoimento de Fausto Nilo

Foto: Davi Pinheiro
"Conheci o Moraes através do meu parceiro Raimundo Fagner. Um encontro na casa do craque Afonsinho, há muitos anos. Nossas conversas, a noite toda, foram sobre alto-falantes, músicas sobre os cantores tradicionais do Brasil, do interior. Ele era do interior, como eu também, e passamos por cidades de vários portes no Brasil até morar no Rio de Janeiro. E...

Moraes Moreira (1947-2020)

Moraes Moreira
No princípio eram os Novos Baianos. Moraes Moreira, baiano de Ituaçu, participou de quatro dos oito álbuns assinados pelo revolucionário conjunto de rock-samba em sua trajetória original. Membro fundador, ficou nos NB entre 1969 e 1975, e nesse período foi uma das (várias) almas de um supergrupo e comunidade hippie/futebolista de alma essencialmente coletiva. Num primeiro estágio, Moraes, Galvão, Paulinho Boca de Cantor e...

Ferreira Gullar, 90 anos

Ferreira Gullar
Neste ano de 2020 completam-se 90 anos do nascimento do poeta maranhense Ferreira Gullar. Morto há 4 anos, em 2016, Ferreira Gullar deixou a atividade intelectual de seus últimos anos marcada pelo reacionarismo e pelo espírito de vendetta, além de não ter feito nenhum livro especialmente mencionável no período final. Mas é impressionante a influência das primeiras obras de Gullar,...

À meia-noite cortarei minhas unhas

Zé do Caixão
Há 22 anos, numa noite subitamente lúgubre da Zona Leste de São Paulo, eu rumei para uma casa de shows chamada Led Slay, na Avenida Celso Garcia Cid. Na época, eu morava perto, no BNH do Brás, e cheguei até muito cedo. Esperei na calçada. Naquela noite, Zé do Caixão tinha anunciado que, após 25 anos sem cortar suas...