segunda-feira, fevereiro 24, 2020

O Replicante

        É evidente que um ator não pode ser sequestrado por um único papel. É uma maldição pesada. Mas o holandês Rutger Hauer foi, assim como muitos outros. Eu não consigo imaginar John Cazale em outra função no mundo que não a de Fredo Corleone, o trágico filho condenado a suplicar por migalhas de protagonismo na famiglia. Assim como ninguém tira o corpo...

A desarmonia em João Gilberto

No princípio era a bossa nova. Em três discos fundadores, entre 1959 e 1961, João Gilberto se afinou com Antonio Carlos Jobim & Vinicius de Moraes (“Chega de Saudade”, “Brigas, Nunca Mais”, “O Amor em Paz”, “Insensatez”),  com Antonio Carlos Jobim & Newton Mendonça (“Desafinado”, “Samba de uma Nota Só”, “Meditação”, “Discussão”), com Antonio Carlos Jobim sozinho (“Só em Teus Braços”, “Corcovado”, “Outra...

Bob Dylan no Mato Grosso

A banda mato-grossense Vanguart baila na corda bamba em seu novo álbum, Vanguart Sings Bob Dylan. São 16 canções do cavalheiro folk estadunidense reinterpretadas sem muita eira nem beira, sem razão especial que justifique a empreitada a não ser o amor da banda americana-do-sul pelo compositor americano-do-norte. É preciso ter peito para fazê-lo. Com sua voz esquisita, Dylan é o melhor intérprete de si...

André Midani (1932-2019)

Entrevistei André Midani algumas vezes nos anos 2000 e, dentre vários executivos do disco com que conversei, ele exibia algo evidentemente especial. Diferente dos pares que o sucederam na roda viva da indústria musical, Midani falava e agia como um artista. Não era propriamente um artista, era um executivo, mas nutria uma identificação evidente com os artistas, muito maior que...

As alucinações de Serguei

"Vocês gostam de Wanderléa?" Gritos inaudíveis, é impossível ter certeza se a resposta é "sim" ou "não". "Vocês gostam do rei Roberto Carlos?" Idem. "Vocês gostam de Serguei?" Silêncio sepulcral. "Então eu vou cantar as minhas alucinações", Serguei responde ao silêncio. Assim começa "As Alucinações de Serguei" (ou...

Morre Zé Nogueira

Em 1957, Louis Armstrong veio tocar no Teatro Polytheama, em São Paulo, com um quinteto. Conheceu Dorival Caymmi, Sivuca, Pixinguinha, Juscelino. Louis tinha um problema com o trompete: o modo como o tocava invariavelmente fazia sangrar seu lábio, e ele carregava um lenço no bolso para enxugar o sangue. Ele se virava de costas para a plateia,...

A dupla identidade era o futuro de Gabriel Diniz

Morto na segunda-feira 27 de maio, aos 28 anos, num acidente aéreo, o cantor Gabriel Diniz era sul-matogrossense de Campo Grande, mas foi criado em João Pessoa, na Paraíba. Era geneticamente sertanejo e forrozeiro por comportamento (e por associação com a produtora do cearense Wesley Safadão), e essa dupla identidade o distinguiu...

João do Vale: a voz do povo revoou

"Poeta do povo", o compositor maranhense vira tema de musical que circulará o Brasil no segundo semestre de 2019 A roda da história gira em torno do próprio eixo. No aniversário de 55 anos do histórico show Opinião, João do Vale (1933-1996) está vivo outra vez. Iniciado no Maranhão, em 2017, o musical...

Geraldo Azevedo, o sobrevivente

O cantor e compositor pernambucano lança "Solo Contigo" e fala da prisão e da tortura pela ditadura brasileira, em 1969 e 1974 Geraldo lança o DVD e CD ao vivo "Solo Contigo" - foto Marcelo Ribeiro/Divulgação "A gente saiu da maior glória para a clandestinidade." O pernambucano Geraldo Azevedo...

Airto e Flora do Brasil

Pouca gente no Brasil percebeu a volta da asa branca. Em momento dos mais desfavoráveis, a carioca Flora Purim fez discretamente o trajeto oposto ao de 52 anos atrás e deixou os Estados Unidos rumo a Curitiba, no Paraná, sul do Brasil. Em 1967, livre e solta, ela migrou no rumo do sonho de conhecer Miles Davis, Thelonious Monk e outros de seus muitos...