Capitão da Marinha é novo diretor da Fundação Casa de Rui Barbosa

O governo federal nomeou hoje o capitão de Mar e Guerra da reserva Carlos Fernando Corbage Rabello como o novo número 2 da Fundação Casa de Rui Barbosa, uma das mais prestigiosas e tradicionais instituições culturais do País, inaugurada em 13 de agosto de 1930. O posto de capitão de Mar e Guerra é a maior patente da Marinha...

Pesquisadora diz ter localizado perfil biográfico inédito de D. Pedro II escrito por Machado de Assis

Machado de Assis na Virada da Consciência
A Universidade Federal de Santa Catarina anunciou que foi descoberto, no âmbito de uma pesquisa de pós-graduação em História, um perfil biográfico inédito de D. Pedro II escrito por Machado de Assis. Segundo publicado no site da universidade, o texto foi localizado durante pesquisa de mestrado de Cristiane Garcia Teixeira, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal...

Gauleses Irredutíveis Merecem Aplauso

Um dia, Jack Holman, chefão da norte-americana Elektra Records (que revelou os The Doors, Stooges, MC5), propôs ao guitarrista da poetisa punk Patty Smith, Lenny Kaye, que arrecadasse canções que considerasse "magníficas" no imenso erário musical da gravadora. As canções, ideia de Holman, seriam editadas numa coletânea dupla contendo sortidos tesouros pop da Elektra. Tratava-se, em sua maioria, de...

Bartô Galeno: o ídolo gentil das multidões

Unanimidade entre os fãs da música popular romântica, cantor e compositor citado e gravado por diversos cantores presentes nesta série, Bartô Galeno é tratado como rei por onde passa. Humilde, a voz macia e a cabeleira farta, é ainda um dos mais requisitados cantores de seu gênero, com uma agenda que pode chegar a cinco shows semanais. Aqui, acompanhado...

A inclassificável Eliana Pittman (da Silva)

Eliana Pittman - foto Murilo Alvesso
Em Hoje, Ontem e Sempre, aparecem dois lados da intérprete carioca Eliana Pittman. Primeiro, algo que ela nunca fez antes, a cantora de jazz, samba, bossa nova e carimbó interpreta dez canções diversas, em tempo de voz, violão e percussão, e só. Em seguida, em oito faixas-bônus, é recuperada uma apresentação jazzística em Paris, em 1970, com standards da bossa nova...

Carlos André: a espera que vendeu um milhão de discos

Quando Carlos André resolveu gravar "Se Meu Amor Não Chegar", teve gente que o alertou: "Essa música é popular demais para o senhor". Colocaram a canção lá no lado B de um compacto duplo. Em poucos dias, tornou-se sucesso que fez o disco sumir das prateleiras. O hino do homem que sofre à mesa de um bar é até...

Nelson Freire (1944-2021), o piano essencial

“O primeiro recital foi com quatro anos e toquei um monte de coisas. Era um pot-pourri. Nasci em Boa Esperança, Sul de Minas, e estudei piano primeiro em Varginha. Depois das primeiras aulas, meu professor disse que não tinha nada mais a me ensinar e em 1950 nos mudamos, a família toda, para o Rio. Foram obrigados a se...

Elton Medeiros (1930-2019)

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=xUz8oCt-UMo] "Uns com tanto/ outros tantos com algum/ mas a maioria sem nenhum." Novamente muito atuais, os versos de "Maioria sem Nenhum" (1966) foram lançados por Elton Medeiros em seu álbum de estreia, Na Madrugada, dividido com o jovem Paulinho da Viola, então com 23 anos. Elton tinha 36 anos, e cuidava de metade das faixas de Na Madrugada, em sambas como...

José Ribeiro: sei que não vou parar de sofrer

Guardião daqueles que não têm medo de assumir a dor, de admitir que a partida do outro devasta, daqueles que já levaram uma porta na cara, José Ribeiro é uma antítese de si mesmo. Sorridente e sereno, canta alto, às vezes chora, mas consegue não carregar uma nuvem negra acima de si. Pelo contrário: o homem que vendeu 800...

Alguns cantos de trabalho

Não é só Milton Nascimento. As canções de trabalho povoam a música brasileira, de Clementina de Jesus a Chico César, de Ataulfo Alves aos rappers paulistas. Seguem abaixo um guia e uma compilação de "work songs" à brasileira. 1. Clementina de Jesus, "Cinco Cantos de Trabalho" (1976) - o condensado de Clementina parte de "Os Escravos de Jó", de Milton e Fernando Brant, passa pelo "Ensaboa Mulata" de Cartola e deságua...