quinta-feira, julho 7, 2022

A era do lambe-lambe

Será aberta nesta terça-feira, 15 de setembro, a partir da Casa Fiat de Cultura, em Belo Horizonte (MG), a exposição virtual Lambe-Lambe, uma sintonia entre os acervos da Casa Fiat e do Museu da Imagem e do Som (MIS) de São Paulo. O evento é de acesso gratuito, com transmissão nos canais do YouTube da Casa Fiat de Cultura e...

Rebobine, por favor

Eject Video & Locadora
Na pacata rua Dr. Bacelar, na Vila Clementino, a Eject desafia os cânones tecnológicos da era da economia uberizada. A loja Eject é uma das duas últimas videolocadoras de São Paulo (a outra é a Video Connection e está dentro do Edifício Copan). A Eject vive fora do Centro há 29 anos, ofertando Bergman, Renoir, De Sica, Kurosawa e o fino...

Môa do Katendê: o 1º artista

O baiano Romualdo Rosário da Costa, conhecido como Môa do Katendê, tem sido tratado como capoeirista no obituário sobre seu assassinato a facadas por um eleitor de Jair Bolsonaro, numa discussão na madrugada pós-eleitoral de 8 de outubro, em Salvador. Moa é, além disso, o primeiro artista a sucumbir à onda protofascista que emerge das urnas no Brasil de...

O Brasil "de baixo" da música de Chico Anysio

Era um dos muitos quadros do cômico programa de TV Chico City. Satirizava abertamente uma turma MPB bem personalizada nas figuras dos tropicalistas baianos Caetano Veloso e Gilberto Gil, assim como seus discípulos mais imediatos, os Novos Baianos de Moraes Moreira, Galvão, Baby Consuelo, Pepeu Gomes & cia. Satirizava-os com alguma crueldade e laivos de racismo (antibaiano), homofobia e...

Rita Lee, senhora dona de si

Perto de completar 69 anos, Rita Lee pode ser considerada uma pioneira profissional. Desde se consolidar como jovem inventora tropicalista, rara mulher brasileira compositora a partir do rock nos anos 1960 e 1970 e reivindicadora de liberdades femininas por intermédio da composição pop, a artista paulistana vem transgredindo normas e tabus de maneira peculiar, frequentemente entre trancos e barrancos. Rita Lee -...

Flavio Migliaccio, rosto que moldava os personagens

Flavio Migliaccio
Às vezes eu ficava olhando o Flavio Migliaccio (1934-2020) na TV e pensava: menino, já imaginou se o Martin Scorsese descobre esse cara? Ele certamente engoliria filmes inteiros como um daqueles gângsteres de fundo que o Scorsese imortalizou (com sobrenomes como Cenatiempo, Pietrangelo, Riccobene, Maniscalco, Gallo). Em dois tempos, Flavio estaria ombreando Joe Pesci, sendo recebido como rei nas...

O disco perdido de Marcos Valle

  Em 1966, o jovem músico carioca Marcos Valle havia lançado seus dois primeiros álbuns e preparava o terceiro. Samba "Demais" (1964) e O Compositor e o Cantor Marcos Valle (1965) eram dois discos ortodoxos de bossa nova, o primeiro com "Ela É Carioca", "Ilusão à Toa" e a autoral "Sonho de Maria", o segundo com as autoralíssimas "Samba de...

Adeus a Brennand

Morre no Recife aos 92 anos Francisco Brennand,
O Recife será alguma cidade submersa e os escafandristas tentarão decifrar os vestígios de estranha civilização que floresceu no bairro da Várzea, no jardim de esculturas de Francisco Brennand, e sua conclusão talvez seja inevitável: ali viveu um fabricante de sonhos, um funileiro do fabuloso, um engenheiro do delírio. Os totens, as esculturas e os brasões espalhados pela Oficina Cerâmica...

Genival Santos: a gramática correta do amor

Em meados dos 70, boa parte do Brasil cantou com ele a música-denúncia "eu lhe peguei no fraga", um dos muitos sucessos que Genival Santos registrou em 28 discos. Com cinco milhões de LPs vendidos, ele simboliza um momento áureo da indústria fonográfica brasileira, no qual discos de ouro eram tão comuns quanto o não enriquecimento de ídolos populares. O...

Anos Rebeldes: 1992 – sem música, Itamar não seria ninguém

  "Avenida Paulista dança aos 100 anos." Tava no pé da primeira página da Folha. Foi uma semana de festa para comemorar o aniversário da avenida que, segundo Arnaldo Jabor, ainda um embrião do reacionário que virou, era o "arrimo do país" (isso foi no dia seguinte, no dia do aniversário em si, página dois do caderno Cotidiano). Havia outra...