quarta-feira, agosto 17, 2022

Palmares recusa vencedores do concurso para seu novo logotipo

A Fundação Cultural Palmares, entidade vinculada da Secretaria Especial de Cultura do governo federal, recusou nesta segunda-feira, 22, as três propostas vencedoras do concurso aberto em 18 de agosto pela própria gestão atual para definir um novo logotipo para a instituição. O presidente da Fundação, Sérgio Camargo, empenhado em questionar toda a luta afirmativa do povo negro no Brasil,...

Jackson do Pandeiro e José Bezerra

"Jackson do Pandeiro"(1959)
Semi-adaptado aos princípios revolucionários da bossa nova em obras-primas como o forró-jazz "Chiclete com Banana", o paraibano Jackson do Pandeiro apresentou essa e a também histórica "Cantiga do Sapo" no álbum homônimo de 1959. Almira Castilho estava na capa, mas ainda não cantava nem compunha para e com o gênio. [youtube https://www.youtube.com/watch?v=mfSLcFbvLXE] Em vez disso, Jackson do Pandeiro traz duas parcerias dele com um tal José Bezerra,...

Cachoeiro vai revitalizar “Aquela casa simples” de Roberto Carlos

A casa onde nasceu o cantor Roberto Carlos, há 80 anos, em Cachoeiro do Itapemirim, Sul do Espirito Santo, é objeto de um grande projeto de revitalização, plano que já incluiu a desapropriação de dois imóveis vizinhos e prevê a criação de uma nova praça à frente da residência e a requalificação das áreas públicas na vizinhança. Segundo informou a...

Obras de Aleijadinho são restauradas ao vivo

Sant’Ana Mestra, pertencente à Capela de Sant’Ana_Aleijadinho, arte revelada_ o legado de um restauro na Casa Fiat de Cultura_crédito Studio Cerri
Como em um reality show, restauradores atuam diante do público, exibindo suas habilidades que, no caso, são preciosas. É que por  meio de suas mãos se dará, até dezembro deste ano, a recuperação de três obras do mestre Aleijadinho. Tudo ao vivo. Trabalho que costuma ocorrer nos bastidores, longe dos olhares curiosos, a restauração agora virou atração na Casa...

Nelson Freire (1944-2021), o piano essencial

“O primeiro recital foi com quatro anos e toquei um monte de coisas. Era um pot-pourri. Nasci em Boa Esperança, Sul de Minas, e estudei piano primeiro em Varginha. Depois das primeiras aulas, meu professor disse que não tinha nada mais a me ensinar e em 1950 nos mudamos, a família toda, para o Rio. Foram obrigados a se...

Caetano Veloso: nervoso, teimoso, manhoso

Caetano Veloso
É triste que o lançamento de Meu Coco, de Caetano Veloso, coincida no calendário com a morte prematura do maestro Letieres Leite, no último dia 27, aos 61 anos. Primeiro trabalho autoral do compositor e cantor baiano em nove anos, Meu Coco reata a experiência de fusão entre orquestra e percussão afro testada em Livro, de 1997, no que parecia uma apropriação do fenômeno...

O taxista de Belchior

O fato se deu há 50 anos. Raimundo Fagner e Antonio Carlos Belchior desembarcaram na Rodoviária do Rio de Janeiro em meados de 1971 exaustos, após quase 50 horas num ônibus que saíra de Fortaleza dois dias e meio antes. Na rodoviária, entraram no primeiro táxi que encontraram, com destino a Copacabana. Estavam cansados, mas não puderam deixar de notar...

Para Eucanaã Ferraz, Clarice pintou para organizar o caos

Eucanaã Ferraz, curador da megaexposição Constelação Clarice, que se abrirá neste sábado, 23, no Instituto Moreira Salles (IMS), na Avenida Paulista, considera que as pinturas da escritora Clarice Lispector que compõem a mostra (18 telas, das 22 que ela pintou) expressam uma vontade de Clarice de “organizar o caos em linguagem”. A exposição tem dois curadores, ambos escritores: a...

Um certo Volta Seca

"Cantigas de Lampeão" (1957), de Volta Seca
Até o advento do álbum Chega de Saudade, de João Gilberto, em 1959, o nicho dos discos brasileiros de longa duração foi dominado por artistas veteranos que não sabiam exatamente o que fazer com o novo formato instalado aos poucos a partir do início daquela década. Foi um período de LPs inaugurais de artistas oriundos da era do rádio, que não...

Uma pintora chamada Clarice

"Pintei um quadro que uma amiga me aconselhou a não olhar porque me faria mal", contou a escritora Clarice Lispector (1920-1977). "Concordei. Porque neste quadro que se chama Medo eu conseguira por para fora de mim, quem sabe se magicamente, todo o medo e pânico de um ser no mundo". Datado de 16 de maio de 1975, Medo é uma das 18...