De Evinha a Dexter

Do alto de seus 76 anos, do vestido longo e dos sapatos de salto plataforma, Claudette Soares (carioca) evoca a pilantragem para o público que amanhece com ela no Theatro Municipal, no domingo paulistano de Virada Cultural. A brava cantora que já foi princesinha do baião, dona da bossa nova, porta-voz da tropicália e ponta-de-lança de baladas de Roberto Carlos (capixaba) explica a...

Elza Soares contra os homens

Os versos são de Vinicius de Moraes, o poetinha ex-diplomata que nunca chegou a ser o mais progressista dos brasileiros. A música é de Baden Powell, que no final da vida extirpou a palavra "saravá" de suas canções e substituiu os antigos cantos de candomblé pela religião evangélica. Transtornado por Elza Soares, o "Canto de Ossanha" (1966) de Baden e Vinicius constituiu-se, para boas entendedoras,...

Quando Zumbi chega

O domingo 20, aniversário da morte de Zumbi dos Palmares, abre a Semana da Consciência Negra, e FAROFAFÁ sugere cinco opções paulistanas para passar o dia comemorando, com cultura e festa, este belíssimo modo de nos orgulhar de ser brasileiros. 1. Música congolesa no Museu Afro Brasil – o grupo africano Os Escolhidos, da República Democrática do Congo, apresenta sua música às...

Aláfia enfrenta o Tucanistão

A coisa começa devagar. "São Paulo não é sopa/ São Paulo não é sopa/ São Paulo não é sopa/ SP sopa não é", constata a faixa-título de abertura de SP Não É Sopa, o terceiro álbum da black big band paulistana Aláfia. O registro sonoro, a um só tempo pop e erudito, oscila entre os afrossambas do maestro baiano...

A refavela desvenda 2017

"O filho perguntou pro pai/ onde é que tá o meu avô/ o meu avô onde é que tá/ o pai perguntou pro avô/ onde é que tá meu bisavô/ meu bisavô onde é que tá/ avô perguntou bisavô/ onde é que tá tataravô/ tataravô onde é que tá." Por um desses lapsos no espaço-tempo, as perguntas sem resposta...

Não dávamos a mínima para Cassiano

Cassiano (1943-2021)
Terá um quê de farsesco qualquer texto jornalístico (inclusive este) que surja para lamentar a morte do soulman paraibano Cassiano, aos 77 anos, na sexta-feira, 7 de maio de 2021. Não demos a mínima para ele enquanto estava vivo. É um daqueles casos de artistas que se afastam da música e dos holofotes e, enquanto vivos, jamais temos a ideia...

25 horas e ½ de Virada

Um evento realizado em 28 ruas abertas, 8 bibliotecas municipais, 9 centros culturais, 7 teatros municipais, 11 casas de cultura, 16 Viradinhas voltadas para o público infantil, 10 CEUs (Centros Educacionais Unificados) e 5 palcos montados nos bairros das zonas sul, leste e norte. A Virada Cultural impacta pela variedade de atrações. É preciso ser mais de um para...

Ainda sobre Cassiano, e sobre Hyldon

Hyldon
Às da samba-soul music baiano-carioca, o grande Hyldon vem demolir algumas das dúvidas levantadas no texto "Não dávamos a mínima para Cassiano", que enumero abaixo. A propósito do diálogo e do pouco cuidado que dedicamos aos soulmen brasileiros, evoco uma entrevista de Hyldon a este blogueiro, ainda em tempos pré-FAROFAFÁ, no longínquo 2006. Ali, o autor de "Na Rua, na Chuva, na Fazenda...

Eu vim de Piri-Piri

É véspera do Dia da Consciência Negra no centro de São Paulo. Diante de um plateia jovem, predominantemente negra e mestiça, um homem luta para trocar a cadeira de rodas por um banquinho-e-violão. Três pessoas (inclusive sua filha) se debatem desastradamente para ajudar o "negro desbotado" (como ele próprio se classifica). A plateia segura o fôlego diante da interrupção...

Maylssonn, Xandy Monteiro e João Gilberto

"Adeus, América" é um samba de 1947 composto por Haroldo Barbosa e Geraldo Jacques. A música foi gravada originalmente pelo grupo Os Cariocas, mas sua consagração veio alguns anos depois na voz de João Gilberto. Conta-se mais de uma dezena de versões dessa música, e todas parecem reverenciar o ícone da bossa nova. Todas com exceção de uma exibida...