Cena da série policial dramática
Cena da série policial dramática "Black Bird" - Foto Divulgação

A série é sobre um serial killer, mas Black Bird acaba por entregar um drama sensível sobre amizades, relações familiares e a verdade. Em exibição na Apple TV+, a produção põe em evidência dois personagens, um playboy traficante e um tímido nerd com evidentes deficiências cognitivas. Numa sala de aula, um sentaria no fundão e seria popular; o outro, na primeira fila sem ninguém com quem se relacionar. Na prisão, eles vão se tornar amigos.

O personagem Jimmy Keene é interpretado por Taron Egerton, que protagonizou sir Elton John em Rocketman (2019). Ex-campeão de futebol americano no ensino médio que se deixou levar pelo glamour e ostentação do mundo das drogas, Keene existiu de fato, está vivo e, em 2010, contou sua história em livro, In With the Devil. A história em si é sedutora: o jovem traficante, filho de um policial, é condenado a dez anos de prisão, mas recebe a proposta de sair livre se conseguir a confissão de um suspeito de assassinatos em série, Larry Hall (Paul Walter Hauser). Apesar dos riscos, já que Hall está preso numa unidade de segurança máxima com outros psicopatas, o “herói” aceita o acordo.

“Black Bird” é baseada em uma história real – Foto Divulgação

A história de Black Bird é desenvolvida em três eixos. Um consiste na investigação dos crimes do serial killer, empreendida pela agente do FBI Lauren McCauley (Sepideh Moafi) e o detetive Brian Miller (Greg Kinnear), que tentam encontrar uma forma de provar que Hall matou mesmo 14 garotas que ele um dia diz ter admitido, mas cujos corpos nunca foram encontrados. O acordo com Keene pressupõe a aproximação dele com o assassino em série dentro do presídio. Outro eixo se passa nas cenas em flashback dos dois personagens principais, numa tentativa de justificar a trajetória de ambos. De Hall, por exemplo, sabemos que ele tinha um pai que era coveiro e o obrigava, ainda adolescente, a fazer coisas bárbaras.

Mas a parte que mais toca em Black Bird são as relações afetivas entre o serial killer e o traficante. Aos poucos, os dois vão se aproximando e revelando um ao outro quem são. Embora pareçam opostos, Keene descobre que ele tem muito de Hal, construindo uma espécie de espelho da alma. E embora seja por meio de uma mentira que os uniu, é em torno da verdade que a relação entre os dois se fortalecerá. O verdadeiro Keene, em seu livro autobiográfico, conta que aceitou o acordo com as autoridades policiais para poder sair mais cedo da prisão e poder voltar a conviver com seu pai, que faleceu poucos anos depois. Na série, Big Jim, pai do traficante, é interpretado por Ray Liotta, em um dos seus últimos papéis. Liotta, o astro de Os Bons Companheiros (1990), morreu aos 67 anos, em maio deste ano.

Black Bird. De Dennis Lehane. Estados Unidos, 2022, série em seis episódios na Apple TV+.

Siga-nos no Google Notícias
PUBLICIDADE

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome