domingo, abril 21, 2024

Pharoah Sanders tocou o jazz cósmico

Pharoah Sanders (1940-2022) foi um músico que parecia uma parabólica do Universo, um artista do cosmos profundo. Captava ordenação e caos com igual naturalidade, como se compreendesse que a existência era feita de mais que dualidades. É bem conhecido o vídeo no qual ele toca a composição Kazuko, de 1982 (do disco Journey to the One, Theresa Records, 1979)....

Mestre do Jazz norte-americano toca de graça em SP

Nomeado Mestre do Jazz em julho deste ano pelo National Endowment for the Arts dos Estados Unidos (o equivalente ao Ministério da Cultura norte-americano), o saxofonista Donald Harrison, de 62 anos, o mais aplicado discípulo de Charlie "Bird" Parker da atualidade, é uma das grandes estrelas da 18ª edição do Bourbon Street Jazz Festival, a mais tradicional jornada da...

O piano de Xangô

Portento do piano cubano, Roberto Fonseca (também chamado de Robertico Fonseca, e às vezes Robertito) emergiu na cena musical logo após a perda de um gigante, don Rubén González (1919-2003). O próprio mestre do dream team Buena Vista Social Club, responsável por juntar o mambo à síncope do jazz, elegeu em vida Robertico como um dos seus mais talentosos...

O canto de despedida de Airto e Flora

Flora Purim em show de despedida no Sesc Belenzinho, em janeiro de 2022 - fotos Junior Pacheco
"Nos encontramos em um outro mundo. Em uma outra dimensão." Flora Purim se despediu assim da plateia paulistana que ocupava as poltronas não esvaziadas pela covid do Sesc Belenzinho, no final de semana passada, e quem estava lá sabia: os dois shows da dupla foram previamente anunciados como a despedida dos palcos da cantora e de seu parceiro e marido,...

O jazz atemporal da Bahia

O quarteto de Marcelo Galter. Foto: Julio Constantini/ Divulgação
Os dedos de Marcelo Galter já emprestaram seus talentos a muita gente boa: do Letieres Leite Quinteto, que integra, a Maria Bethânia, com quem tocou no espetáculo “Claros breus”, passando por Carlinhos Brown, Hermeto Pascoal, Margareth Menezes, Omara Portuondo, Stanley Clarke e Tiganá Santana, entre outros.O pianista acaba de disponibilizar nas plataformas de streaming o álbum duplo “Bacia do...

As geometrias noturnas da estreia autoral de Andrey Gonçalves

Nocturnal geometries. Capa. Reprodução
O contrabaixista Andrey Gonçalves posa em tons de cinza e contra-plongée, atacando as cordas de seu instrumento – a mão está propositalmente desfocada para indicar movimento – na capa de “Nocturnal geometries”.Trata-se do ótimo disco de estreia do instrumentista capixaba, radicado há oito anos nos Estados Unidos. No álbum, Andrey Gonçalves (contrabaixo) se faz acompanhar por Kurt Reeder (piano),...

“Chega de saudade”

A cantora e compositora Tulipa Ruiz. Foto: Elsa Bouillot. Foto: divulgação
A cantora e compositora Tulipa Ruiz é um dos nomes do line up do Sampa Jazz Fest, cuja sexta edição acontece nesta sexta-feira (30), Dia Internacional do Jazz, às 19h, em modo online, com transmissões de shows pré-gravados no canal do festival no youtube.Tulipa estará acompanhada do pianista acriano João Donato, com quem lançou, em 2019, o ep “Tulipa...

“O jazz pode ser tudo”

Sampa Jazz Fest. Cartaz. Reprodução
À pergunta “o que é jazz?”, o cantor e trompetista Louis Armstrong respondeu: “se você tem que perguntar o que é jazz, você nunca saberá”; e o pianista Thelonious Monk: “Eu não tenho uma definição de jazz. Você certamente entenderá quando ouvir”, em tradução livre.João Gilberto, um dos fundadores da bossa nova, afirmava que “tudo é samba”, ao referir-se...

A música poliglota de Mariana Zwarg

O Sexteto Universal. Foto: Teemu Mattson
Um e-mail gerado automaticamente por uma plataforma alcançou-me numa manhã. Anunciava o lançamento de “Nascentes”, disco de estreia da flautista, compositora e arranjadora Mariana Zwarg. Já havia me chamado a atenção o single "Pra ele", ouvido anteriormente, em que ela homenageia Itiberê Zwarg. Agora, ouvindo o disco cheio, não podia deixar para depois: antes mesmo de o disco chegar...

O amálgama de Jorge Helder

Se há um denominador comum entre a música de Chico Buarque, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gilberto Gil, Miúcha, Gal, Elza Soares, Roberto Carlos, Ney Matogrosso, Cássia Eller, Tom Jobim, Dorival Caymmi, ele atende pelo nome de Jorge Helder. O contrabaixo de Helder já permeou obras de toda essa galáxia de estrelas em mais de 350 discos, postando-se no firmamento...