domingo, março 3, 2024

Sobre o funk carioca e a cultura do estupro

Boa parte do funk é, sim, expressão do horror e da barbárie que nos assola. Mas é possível criticá-lo sem criminalizar a periferia? Uma reflexão de Acauam Oliveira Diante da comoção geral ocasionada pelo caso estarrecedor de estupro de uma jovem de 16 anos por 33 homens no Rio de Janeiro, diversos textos e artigos passaram a enfatizar a necessidade...

A freeway que leva ao Paraíso

A van saiu de Montevidéu na noite de quinta-feira, 11, com 10 homens dentro: sete músicos, dois motoristas para revezamento de direção e um técnico de som. A viagem durou 26 horas e atravessou 1,7 mil quilômetros desde os pampas uruguaios e gaúchos até as lavouras do Norte do Paraná. A van trazia a banda uruguaia Buenos Muchachos para tocar...

Chico e Monica, a revanche perfeita

Em novo espetáculo, Que tal um samba?, Chico Buarque divide a cena com a cantora paulistana Monica Salmaso e examina o recrudescimento da intolerância

Preta Gil, no ataque e na defesa

"Tem que ser branco, tem que ser alto/ tem que ser magro, tem que ter saldo no banco/ tem que ser sábio, tem que ser hétero/ tem que ter cabelo e tem que ter carro do ano/ tem que ser bilíngue, tem que ser beautiful/ tem que ser formado e tem que ter cartão de crédito/ tem que ser...

Pressão & frisson nos Brasis

Dos discos que têm me interessado, falo do que mais me emociona. Aquele que me pegou pelo ouvido, pelo quadril, pelo coração. Um dos álbuns brasileiros mais aguardados dos últimos tempos: Treme, de Gaby Amarantos. Nem vou citar o fato dele ter tido por trás de si um marketing ímpar ou de que, há um ano, talvez, seria impensável todo...

Duas ou três coisinhas em defesa de Billy Idol

Muitos dos artistas do Rock in Rio estão em cena por apelos únicos e exclusivos da nostalgia. Isso tem se repetido desde a primeira edição, em 1985, quando James Taylor, então semi-aposentado e mergulhado em uma espiral de depressão, aceitou o convite para vir ao Brasil e sua carreira renasceu, ele voltou a fazer discos e shows e seu...

“Delta Estácio Blues” é áspero, incômodo, incomodado

Juçara Marçal
Delta Estácio Blues expande o lado autoral do trabalho de Juçara Marçal, que até este momento atuava de modo bissexto como compositora, em parcerias como "Canto pra Aurora" (2013, com Chico Saraiva), "Jatobá" (2007, com Kiko Dinucci), "Enquanto as Freiras Se Divertem" (2017, com Edgar),"Lua Ciranda" (com Alice Coutinho, gravada em 2019 por Lia de Itamaracá), "Rompeu o Coro" (2020, composição coletiva gravada por Marcelo D2) ou...

Transmúsica, nunca ouviu? Pois deveria

Zema Ribeiro, garimpeiro das novidades musicais, revela mais que uma surpresa na cena brasileira. As Bahia e a Cozinha Mineira é transrevolucionário O grupo As Bahias e a Cozinha Mineira fez um dos mais surpreendentes discos da música brasileira em 2015. O álbum intitula-se simplesmente "Mulher", o que por si só pode parecer provocação: as duas vocalistas são transexuais. Assucena Assucena...

Manu Chao serve ‘Garçom’ de Reginaldo Rossi

Como foi o show de Manu Chao no Cine Joia, na noite desta terça-feira, 14 de fevereiro

Vaza pro bar (mas, antes, ouça aqui uma coisinha…)

Como foi a última apresentação de Roger Waters no Brasil, na noite deste domingo, 12 de novembro, na turnê This is Not a Drill, a despedida do astro do Pink Floyd das turnês