“Faça Seu Próprio Pornô” e “Filhos da Puta” brilham na Mostra de Cinema Feminista

"Meu Corpo É Mais" (2018), de Susanna Lira
A Mostra de Cinema Feminista, promovida pela Coletiva Malva, chega, neste agosto, a sua sexta edição. Empenhada em estimular o trabalho de mulheres no campo do audiovisual, a Coletiva reúne, no evento, obras diversas em uma curadoria cuidadosa e preocupada em não delimitar, demasiadamente, as experiências dessa categoria que, antes de identitária, é iminentemente política. Coordenada e produzida por Daniela Pimentel e Rita Boechat,...

“Partida” fabula sobre a utopia política

Cena de "Partida", documentário de Caco Ciocler
Partida desconstrói, cena a cena, o potencial documentário que surgiria a partir de sua ideia original: encontrar o ex-presidente uruguaio Pepe Mujica na virada de 2018 para 2019. Nada como escapar de ônibus de um Brasil prestes a mergulhar nas trevas do obscurantismo para receber uma lufada de democracia no país vizinho. Mas o resultado é melhor que a...

Novo presidente da Ancine é nomeado para ser assessor de si mesmo

Sabatinado pelo Senado Federal no dia 6 de julho e aprovado para presidir a Agência Nacional de Cinema (Ancine) até 2026, Alex Braga Muniz foi nomeado nesta quarta-feira, 18, como assessor da diretoria da Ancine pela Advocacia Geral da União. A história parece complicada, mas é simples (apesar de realmente bizarra): na prática, Braga Muniz, que é procurador federal,...

Ancine diz que abriu novo processo para “Marighella”

Há uma semana, poucos dias após pedir o cancelamento do processo de comercialização do filme "Marighella", de Wagner Moura, alegando "desistência do proponente" (conforme revelado com exclusividade por FAROFAFÁ), a Agência Nacional de Cinema (Ancine) aceitou um pedido de priorização de análise pela produtora O2 Cinema para encaminhar um novo processo para o agente financeiro. Isso significa que a...

A vida depois da última sessão de cinema

CEU Butantã
Algo apocalíptico, o título Depois da Última Sessão de Cinema reflete o ambiente de destruição em que o cinema brasileiro mergulhou a partir do golpe de 2015 e, especialmente, da partir do governo de extermínio instalado em 2019 no Brasil. Mas o livro em questão remonta ao instante imediatamente anterior ao cataclisma, ainda num cenário de pleno progresso e construção. Em 2015,...

Tarcísio, o ator que vestiu a pele de uma Nação

As primeiras grandes obras que eu vi na minha vida foram faroestes. Django, Sartana, Trinity. De todos, "Irmãos Coragem" foi o que mais me marcou, um faroeste brasileiro que eu via como televizinho (não tivemos TV até minha quase adolescência). Até hoje lembro dos irmãos Jerônimo, Duda e João Coragem, mas também de Donana, Juca Cipó, Diogo Falcão. Nessa novela,...

Luana Muniz, a guardiã da Lapa

Luana Muniz
"Tá achando que travesti é bagunça?" O bordão se disseminou pelo Brasil a partir de 2010, quando um programa jornalístico da Rede Globo transmitiu imagens nas quais uma travesti carioca estapeava, furiosa, um cliente potencial numa rua da Lapa. Em outra cena a travesti, Luana Muniz, aparecia intimidando um homem que havia acabado de fotografá-la sem autorização, numa rua...

Proibido nascer no paraíso chamado Noronha

Cena de Proibido nascer no paraíso
O documentário Proibido Nascer no Paraíso, da cineasta Joana Nin, é perturbador. E não é preciso esperar os seus 78 minutos para descobrir que a história de três gestantes moradoras de Fernando de Noronha oculta algo mais sórdido. Se esses filhos nascessem na paradisíaca ilha pernambucana, eles poderiam pleitear um naco de terra, mas isso está fora de cogitação...

O sonho latinoamericano ‘Em um Bairro de Nova York’

Cena de "Em um Bairro de Nova York"
O sonho americano é recorrente no cinema de Hollywood. Três décadas após James Truslow Adams cunhar o termo em sua obra The Epic of America (1931), Amor, Sublime Amor (West Side Story), filme de 1961, arrebatava plateias mundiais em torno de latinos que, como pano de fundo da história, não podiam viver uma existência plena e exitosa nos Estados...

Para bom Ouvidor, meio ouvido basta? A Ancine crê que sim

Ancine
A Agência Nacional de Cinema (Ancine) nomeou na manhã desta terça-feira como Ouvidor-Geral substituto da instituição Otávio Albuquerque Ritter dos Santos, "sem prejuízo das respectivas atribuições". Acontece que Ritter já é Secretário de Gestão Interna adjunto da Ancine, o que configura assombroso conflito de interesses. "Haverá, em cada agência reguladora, 1 (um) ouvidor, que atuará sem subordinação hierárquica e...