O compositor e multi-instrumentista Tuco Marcondes em foto de Gal Oppido. Divulgação
O compositor e multi-instrumentista Tuco Marcondes em foto de Gal Oppido. Divulgação

Tuco Marcondes e Vanguart lançam novos singles hoje (18)

Há mais de 20 anos acompanhando Zeca Baleiro, o guitarrista, violonista e gaitista Tuco Marcondes disponibilizou hoje (18) nas plataformas de streaming mais um single do álbum “Olho do furacão”, que ele deve lançar até o fim de 2020.

Na banda de Baleiro desde “Vô imbolá” (MZA Music, 1999), segundo álbum da carreira do maranhense, Marcondes já tocou com nomes como Rita Benneditto e em “Cruel” (Saravá Discos, 2005), póstumo com inéditas de Sérgio Sampaio – um dos responsáveis pelo compositor e multi-instrumentista ter decidido se dedicar à música –, produzido por Baleiro.

“Tudo acaba em nada”, a música lançada hoje, pelo selo Backing Stars, sucede dois EPs com que Marcondes vem antecipando o repertório de “Olho do furacão” – uma das faixas, “Criminoso”, tem participação especial de Evandro Mesquita.

A voz rouca e o slide guitar de Marcondes são marcantes em “Tudo acaba em nada”, em que o músico assina ainda violões, guitarra, dobro, contrabaixo, teclados e programações.

Ouça “Tudo acaba em nada”:

O amor é assim. Capa. Reprodução
O amor é assim. Capa. Reprodução

MAIS AMOR – Chama atenção a beleza no contraste da capa de “O amor é assim”: dor e delícia. “Chega de tanta paz/ eu quero muito mais”, canta Hélio Flanders (voz, piano e trompete), autor da balada, que aborda a temática mais cantada de forma original.

O Vanguart, cujo disco mais recente é “Vanguart sings Bob Dylan” (Deck, 2019), se completa com Reginaldo Lincoln (voz e contrabaixo), David Dafré (guitarra) e Fernanda Kostchak (violino), companheira de Flanders.

Após o álbum dedicado ao repertório do Nobel de literatura, a banda havia lançado, em dezembro passado, o single “Sente” – curiosamente, no vídeo, os membros da banda aparecem numa movimentada via comercial; desde março estão reclusos em razão da pandemia do novo coronavírus – mas seguem produzindo, para felicidade do enorme fã clube da banda matogrossense.

Ouça “O amor é assim”:

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome