““Hoje em dia a pirataria é feita assim. É copiado através da internet, e isso se multiplica, está sendo distribuído e vendido pela internet. Daí a preocupação do MinC com essas questões, que estão facilitando a pirataria. (…) Isso vai matar a produção cultural brasileira se não tomar cuidado.”

Ana de Hollanda, ministra da Cultura, hoje no Congresso, minutos antes de jurar de pés juntos que não advoga em favor do Ecad junto ao governo brasileiro. FAROFAFÁ lembra que a mesma frase era dita nos anso 1990 pelas gravadoras multinacionais, sob a variável “a pirataria vai matar a música” – e não foi a música que morreu.

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome