quarta-feira, fevereiro 19, 2020

Quanto vale a foto?

Neste final de semana (20 e 21 de junho) aconteceu e a Virada Cultural em São Paulo: 24 horas de música, arte e gastronomia na maior capital do país. A galera do Quanto Vale a Arte? esteve presente com seu projeto em várias praças durante a virada toda. Quanto Vale a Arte? é uma proposta que conta com a participação de profissionais brasileiros...

O “democrático” Arouche e o brega de raiz

A cada ano em que a programação da Virada Cultural é divulgada, pelo menos um palco já tem o seu espaço garantido pela curadoria e nos corações e mentes do público: o do Largo do Arouche. Se a Virada Cultural reivindica um discurso de diversidade cultural, contemplando diversos gêneros musicais, o palco do Arouche, destinado ao “brega”, seria o...

Sem Metrô na Virada

Morte do marido da cantora Virginie e acidente com pais do guitarrista Alec deixaram apresentação impraticável, segundo baterista A banda oitentista Metrô, uma das pioneiras do pop nacional e que estava havia 30 anos sem se apresentar ao vivo, deve anunciar nas próximas horas o cancelamento do seu show na Virada Cultural, que seria na madrugada de domingo, às 3...

Quanto vale o show… da Virada Cultural

Cachês da Virada Cultural 2015 não são fabulosos e ilustram reflexo da popularidade de certos gêneros e da entressafra de outros O rock perde de lavada: enquanto a calejada dupla sertaneja Cezar e Paulinho (autora do bordão “chique no úrtimo”) ganha R$ 50 mil pelo show na Virada Cultural, o grupo gaúcho Cachorro Grande amealha R$ 15 mil e a...

Existe sertanejofobia em SP

A Virada Cultural paulistana de 2015 viveu um momento histórico. Foi a primeira vez desde 2005, quando começou o evento, em que artistas sertanejos não foram barrados no baile. Pedro Bento & Zé da Estrada e Cézar & Paulinho tocaram no palco da praça da República. As Irmãs Galvão tocaram no Sesc Consolação. Os tradicionais também foram lembrados. Houve...

Eumir Deodato, Wanderléa, Jorge Mautner e Odair José

Sete artistas e uma banda reinterpretam no Teatro Municipal álbuns clássicos de suas carreiras Em programação já tradicional da Virada Cultural, o Teatro Municipal abrigará neste ano sete artistas e uma banda reinterpretando álbuns clássicos de suas carreiras, num cardápio variado que inclui a revisão de discos dos anos 1970 de Angela Ro Ro, Eumir Deodato, Fagner, Jorge Mautner, Odair...

O embaixador do samba paulistano

Leandro Lehart fala sobre seu amor pelo suíngue da capital e a nostalgia dos sucessos do pagode dos anos 90 “Eu me sinto um representante da cultura do samba da cidade de São Paulo”, diz Leandro Lehart, com a tranquilidade de quem sabe o que está falando e que nunca vai concordar com a ideia de que a capital paulistana...

Viradinha Cultural vai se multiplicar em 2016

Secretário Nabil Bonduki comemora o sucesso da 2ª edição do evento mirim, mas já sinaliza que é preciso ter mais espaços para não atrair tanto público num só lugar O show da Palavra Cantada, na Viradinha Cultural, tinha acabado havia poucos minutos e o secretário municipal de Cultura, Nabil Bonduki, já se antecipava a qualquer pergunta do repórter: "Só uma...

De Evinha a Dexter

Do alto de seus 76 anos, do vestido longo e dos sapatos de salto plataforma, Claudette Soares (carioca) evoca a pilantragem para o público que amanhece com ela no Theatro Municipal, no domingo paulistano de Virada Cultural. A brava cantora que já foi princesinha do baião, dona da bossa nova, porta-voz da tropicália e ponta-de-lança de baladas de Roberto Carlos (capixaba) explica a...

Virada suada

Uma mulher sem dentes, na Estação da Luz, andava pela calçada com uma marmita de alumínio e berrava: “Não olhem para mim comendo! Quem olhar para mim comendo eu jogo o prato de comida na cara!”. A primeira Virada Cultural da era bolsonariana embutia duas preces. A primeira, que não se permita que haja uma segunda edição...