terça-feira, outubro 15, 2019

Para nortear a festa

Elza Soares quis gritar um "fora Temer" pela fresta da festa de abertura das Olimpíadas do Rio de Janeiro? "Garota de Ipanema", "Aquarela do Brasil" e "País Tropical" são cartões postais sonoros inescapáveis para uma festa imodesta como esta? Anitta tem o direito de representar a música popular brasileira? O funk carioca e o tecnobrega paraense mereciam estar ali no epicentro do Maracanã...

Alcione 1: não deixe o jazz morrer, não deixe o blues acabar…

  Coloquemos os pingos nos is: Alcione é uma das maiores cantoras da história do Brasil. Para a MPB, ela é uma cantora de samba - e infelizmente é frequente que os artistas de samba sejam subliminarmente colocados num patamar inferior aos da MPB ou da bossa nova, por exemplo. Para o samba, Alcione é uma cantora "impura" de samba. Via de regra, o samba...

Mestre Fuleiro é chama

  Carioca do Andaraí, Antônio dos Santos (1912-1997) foi um dos fundadores do Império Serrano e se destacou como diretor de harmonia da escola de samba do Morro da Serrinha. Sob a alcunha de Mestre Fuleiro, encheu a avenida de música e vida e assinou com Dona Ivone Lara e Tio Hélio o canto de passarinho (portanto, de liberdade versus escravização) "Tiê". O texto "Uma escola de samba",...

Alcione 2: …o morro foi feito de reggae, de balada pra gente sambar

  Na segunda parte da entrevista, Alcione relembra os hoje esquecidos compositores baianos de "Não Deixe o Samba Morrer" (e esquece o nome da cantora que a apresentou esse samba - alguém aí sabe quem foi?) e fala sobre ser ou não ser "a maior cantora do Brasil". Comenta sobre afinidades com Rita Lee e Lobão e se confessa fã ardorosa...

A Mangueira de Xangô (e de todos os orixás)

Martinho da Vila lançou "Recordação de um Batuqueiro" em 1971. Clara Nunes fez sucesso com "Quando Vim de Minas" em 1973, o mesmo ano em que Clementina de Jesus trovejou o samba rural "Moro na Roça". Por trás desses três clássicos da década de 70, havia um mesmo nome, o de Xangô da Mangueira. Hoje esse apelido é pouco lembrado...

Rádio Farofa: Banana menina tem vitamina

A 15 minutos do início da Copa do Mundo no Brasil, o país que tanto já se autoescamoteou por trás da fórmula "não somos racistas" acordou de repente discutindo racismo. As bananas viraram símbolo controverso de um clamor vocalizado até mesmo pela presidenta da república tropical que um dia já foi rotulado de "república de bananas". E isso tudo...

Martinho, da Vila e dos sambas de enredo

Depois de anunciar, em 2010, uma "aposentadoria" das composições para a escola Unidos da Vila Isabel, Martinho da Vila volta a disputar a "Corte de samba". Estamos em agosto, e é agora, ou mais exatamente será neste sábado dia 25, que a comunidade da Unidos de Vila Isabel se reúne na quadra da escola para decidir o samba-enredo de 2013....

Maylssonn, Xandy Monteiro e João Gilberto

"Adeus, América" é um samba de 1947 composto por Haroldo Barbosa e Geraldo Jacques. A música foi gravada originalmente pelo grupo Os Cariocas, mas sua consagração veio alguns anos depois na voz de João Gilberto. Conta-se mais de uma dezena de versões dessa música, e todas parecem reverenciar o ícone da bossa nova. Todas com exceção de uma exibida...

Homenagens a Paulo Moura

Um instituto, um acervo digital, um disco de inéditas, shows e oficinas de Paulo Moura. Clarinetista e saxofonista, compositor e arranjador de choro, samba e jazz, um dos ícones da música instrumental brasileira será homenageado à altura de sua intensa e rica produção cultural. Paulista de São José do Rio Preto, mas radicado no Rio desde garoto, Paulo Moura...