quarta-feira, julho 24, 2024

O taxista de Belchior

O fato se deu há 50 anos.Raimundo Fagner e Antonio Carlos Belchior desembarcaram na Rodoviária do Rio de Janeiro em meados de 1971 exaustos, após quase 50 horas num ônibus que saíra de Fortaleza dois dias e meio antes. Na rodoviária, entraram no primeiro táxi que encontraram, com destino a Copacabana. Estavam cansados, mas não puderam deixar de notar...

A inclassificável Eliana Pittman (da Silva)

Eliana Pittman - foto Murilo Alvesso
Em Hoje, Ontem e Sempre, aparecem dois lados da intérprete carioca Eliana Pittman. Primeiro, algo que ela nunca fez antes, a cantora de jazz, samba, bossa nova e carimbó interpreta dez canções diversas, em tempo de voz, violão e percussão, e só. Em seguida, em oito faixas-bônus, é recuperada uma apresentação jazzística em Paris, em 1970, com standards da bossa nova...

Senta aqui, Fábio

Não sei se está acontecendo no mundo lá fora ou se é um fenômeno na linha do tempo do meu Twitter, frequentada por comentaristas que eu mesmo selecionei seguir. Mas o fato é que meu adorado cantor Fábio Jr. conseguiu uma façanha inédita na primeira semana de setembro deste 2015 tão exaustivo que já parece durar quatro anos. Nesta...

A voz do morto sussurra

Não sabemos bem qual é, mas deve haver um fio narrativo unindo as obras do cineasta carioca Eduardo Ades, que coloca em cartaz agora seu segundo documentário em longa-metragem, Torquato Neto - Todas as Horas do Fim, dirigido em dupla com o produtor musical também carioca Marcus Fernando. O primeiro filme foi Crônica da Demolição (2015), sobre a ascensão e queda do mitológico Palácio...

Tom Zé e o 'Tribunal do Feicebuqui'

Tem disco novo do Tom Zé na praça. Um meio álbum, já que o artista acaba de liberar cinco primeiras faixas de "Tribunal do Feicebuqui". Não é genial, mas tem sua graça"Tribunal do Feicebuqui", lançado nesse 22 de abril de 2013 (513 anos depois do descobrimento do Brasil), é uma resposta do tropicalista Tom Zé à patrulha ideológica que...

Alguns cantos de trabalho

Não é só Milton Nascimento. As canções de trabalho povoam a música brasileira, de Clementina de Jesus a Chico César, de Ataulfo Alves aos rappers paulistas. Seguem abaixo um guia e uma compilação de "work songs" à brasileira.1. Clementina de Jesus, "Cinco Cantos de Trabalho" (1976) - o condensado de Clementina parte de "Os Escravos de Jó", de Milton e Fernando Brant, passa pelo "Ensaboa Mulata" de Cartola e deságua...

Carlos André: a espera que vendeu um milhão de discos

Quando Carlos André resolveu gravar "Se Meu Amor Não Chegar", teve gente que o alertou: "Essa música é popular demais para o senhor". Colocaram a canção lá no lado B de um compacto duplo. Em poucos dias, tornou-se sucesso que fez o disco sumir das prateleiras. O hino do homem que sofre à mesa de um bar é até...

Ney Matogrosso e o ódio à política

A direita brasileira está em polvorosa com o vídeo do cantor Ney Matogrosso criticando os governos do PT. Ele é parte de uma entrevista para a emissora RTP, a mesma em que o ex-presidente Lula criticou o Judiciário brasileiro pelo julgamento do mensalão. Vejam o trecho reproduzido por diversos usuários do YouTube:http://youtu.be/DqJ0kF1_oL0Ney Matogrosso, que foi a Portugal...

Covid-19 mata no Rio o compositor Mongol

Morreu ontem, terça, 11, no hospital da Fiocruz, no Rio de Janeiro, o cantor e compositor Arlindo Carlos da Silva Paixão, o Mongol, aos 64 anos. Seu corpo será cremado no sábado, 15 - a família aguarda a chegada de um dos três filhos de Mongol, Igor, que vive em Berlim, na Alemanha, para a cerimônia (era pai também...

…Dora que amava Lia que amava Léa que amava Paulo que amava Juca…

Era uma vez a família Rabello, histórica para a música popular brasileiro.O grande Raphael Rabello (1962-1995), violonista virtuose, era irmão da compositora e cavaquinista Luciana Rabello, de João Bosco Rabello e de Lila Rabello.Clara Nunes (1943-1983), uma das maiores cantoras de nossa história, era esposa de Paulo César Pinheiro, um de nossos mais ferinos e cortanttes compositores.Paulo César era casado com...