quinta-feira, fevereiro 29, 2024

A política brasileira virou literalmente um carnaval

O duo Criolina comanda o Bota Pra Moer, terça de carnaval, no circuito da Avenida Beira-Mar, em São Luís. Foto: Layla Razzo
É muito provável que nenhuma das músicas que Zeca Baleiro gravou em “Escória”, seu ep carnavalesco, alcançará o status de hit, seja pelo cantor e compositor maranhense não se valer de meias palavras ou eufemismos, seja pela caretice reinante nos meios de comunicação (e consequentemente entre seu público), que seguem se chocando mais com beijos entre pessoas do mesmo...

Volta, Volta Belchior!

Bloco Volta Belchior
Um dos blocos de Carnaval que mais crescem na folia de Belo Horizonte, o Volta Belchior está fazendo uma "vaquinha" para conseguir realizar seu desfile deste ano. O problema do bloco Volta Belchior se repete na maioria dos blocos do carnaval mineiro, um dos que mais cresciam no País (só o Volta Belchior arrastou 70 mil foliões em 2019):...

Uma refestança em homenagem a Gilberto Gil e Rita Lee

O bloco Ritaleena
Em São Paulo, a Casa Natura Musical tem ocupado seu início do ano com programação especial de shows e blocos carnavalescos, e o domingo 9 é dia da festa Refestança, que promoverá o encontro de dois blocos populares na cidade. De um lado estará o Ritaleena, dedicado a adaptar para o Carnaval sucessos da paulistana Rita Lee como "Ovelha Negra" (1975), "Mania de Você"...

As Gata Pira

As Gata Pira
O bloco As Gata Pira tem conseguido levar diversidade, alegria e contágio civilizacional para um local até então pouco visado pelo Carnaval de Fortaleza: o velho Centro da Cidade. Encabeçado pelas vozes de grandes cantoras, Soledad Brandão, Paula Tesser e Natasha Faria, cada uma com seu estilo específico, o bloco tem arrastado multidões desde seu surgimento, há 8 anos. Neste...

O frevo desaforado de Joãozinho Ribeiro

O compositor Joãozinho Ribeiro. Foto: Paulo Caruá
O cantor e compositor Zeca Baleiro acaba de disponibilizar o ep "Escória" nas principais plataformas de streaming. As composições estão antenadas com o momento político que o Brasil atravessa no governo de extrema direita de Jair Bolsonaro. O maranhense, cuja trajetória é pautada por manifestações a favor da democracia e contra a censura, entre outros temas que voltaram à...

Carnaval 2020: Perseguição ao cinema vira enredo na avenida

Império Ricardense no Carnaval 2020
A crise a que o cinema brasileiro foi empurrado nos últimos três anos será tema do Carnaval 2020 do Rio de Janeiro. A escola de samba Império Ricardense, do bairro de Ricardo de Albuquerque (Zona Norte do Rio), com 650 integrantes, agremiação do grupo de acesso ao especial da Avenida Intendente Magalhães, vai desfilar no domingo de Carnaval com...

Môa do Katendê: o 1º artista

O baiano Romualdo Rosário da Costa, conhecido como Môa do Katendê, tem sido tratado como capoeirista no obituário sobre seu assassinato a facadas por um eleitor de Jair Bolsonaro, numa discussão na madrugada pós-eleitoral de 8 de outubro, em Salvador. Moa é, além disso, o primeiro artista a sucumbir à onda protofascista que emerge das urnas no Brasil de...

Mestre Fuleiro é chama

  Carioca do Andaraí, Antônio dos Santos (1912-1997) foi um dos fundadores do Império Serrano e se destacou como diretor de harmonia da escola de samba do Morro da Serrinha. Sob a alcunha de Mestre Fuleiro, encheu a avenida de música e vida e assinou com Dona Ivone Lara e Tio Hélio o canto de passarinho (portanto, de liberdade versus escravização) "Tiê". O texto "Uma escola de samba",...

Liberdade, um “mau” exemplo

"Uma escola que cultua a liberdade não tem lugar: seria um mau exemplo." Assim a pesquisadora Rachel Valença, co-autora do livro Serra, Serrinha, Serrano - O Império do Samba, sintetiza as tramas que afastaram o Império Serrano, nas últimas décadas, do clube seleto das escolas de samba com lugar garantido no topo do Carnaval globalizado do Rio de Janeiro. Na entrevista...

Uma escola de samba

No sábado de Carnaval de 2017 (*), uma escola de samba do segundo grupo carioca desfilou um enredo denominado Meu Quintal É Maior do Que o Mundo, em homenagem ao poeta pantaneiro Manoel de Barros. A escola está fora de moda (como talvez também esteja Manoel de Barros, nestes tempos de Roberto Freire não-ministro da não-Cultura), mas vive uma...