Cena de p r i s m, com apresentalções no Theatro Municipal de São Paulo - Foto Divulgação

A ópera p r i s m coloca mãe e filha dentro de um espaço isolado, que remete à metáfora das vidas dentro de “bolhas”, mas a trama é mais complexa e de forte impacto. O espaço é uma caixa de vidro, centralizada no imponente palco do Theatro Municipal de São Paulo.  As duas estão ali, aparentemente protegidas das ameaças do lado de fora. O isolamento, contudo, é mais amplo e camufla um trauma de infância. A jovem Bibi (a soberba soprano Anna Schubert) inicia a ópera sem poder andar, supostamente vítima de uma doença que avança para os que estão fora do prisma, conforme a versão da mãe superprotetora Lumee (a mezzo soprano Rebecca Jo Loeb). Ela tenta dar medicação à filha, que se assusta por algo que vem do ambiente aberto, simbolizada pela luz azul. Lumee pinta ainda esse mundo exterior de uma forma que, no desenrolar da peça, se provará uma farsa.

Com ares distópicos, p r i s m avança em tons dramáticos, com voos da imaginação de Bibi no mundo exterior, trazendo à tona a violência que milhões de mulheres sofrem das mais variadas formas. A história, é bom alertar, pode servir de gatilho psicológico para muitas mulheres, tal como ocorreu na vida real com a compositora Ellen Reid e a libretista Roxie Perkins. Mas é louvável que o Theatro Municipal tenha trazido uma ópera que recém-estreou nos Estados Unidos (primeiro em Los Angeles, em novembro último, depois Nova York, e São Paulo será a terceira cidade do mundo a recebê-la).

A tensa ópera, em três atos e cantada em inglês (com legendas), já acumula os prestigiados Pulitzer de Música 2019 e o Music Critics Association of North America (melhor ópera inédita). As apresentações no Brasil terão direção musical e regência de Roberto Minczuk, com acompanhamento de 14 músicos da Orquestra Sinfônica Municipal, e contará com a participação de 12 vozes do Coro Paulistano. Ainda há (poucos) ingressos disponíveis. – EN

Ficha técnica
p r i s m – No Theatro Municipal, de 10 a 14 de setembro, às 20 horas. Ingressos a partir de 20 reais.

 

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome