Numa cidadezinha americana, um garoto começa a desconfiar de seu vizinho muçulmano. Passa a disparar telefonemas com suas suspeitas para autoridades. Suspeita que a família muçulmana esteja planejando um ato terrorista.
Coincide que Hillary Clinton, em campanha, está de passagem por sua cidade para um comício. O garoto paranóico, Eric Cartman, consegue alertar o FBI (primeiro, consegue falar com Bush, mas não adianta, porque o presidente não consegue juntar duas palavras numa frase).
Os federais mandam um porco que fareja bombas cheirar a multidão. O porco acaba indo enfiar o nariz nas nádegas de Hillary, o que leva os federais a crer que a bomba está na xoxota de Hillary e que o detonador em algum lugar da cidade. Inicia-se uma caçada.
No hospital, os médicos e a Defesa Civil recusam-se a averiguar a xoxota de Hillary. “Mais de 30 anos sem uso, não vou mandar um homem meu para lá!”, esbraveja o policial. Um dos assistentes de Hillary, Brian, encara a parada. Entra, mas é devorado pela xoxota de Hillary, que tem um orgasmo.
Estamos em South Park. Domingo à noite, no canal VH1. Ainda não vejo nada mais anárquico e radical no mundo em termos de humor. Rapaz, fiquei passado! O episódio é do ano passado.

AnteriorCASH
PróximoAGRIPPINO
Jotabê Medeiros, paraibano de Sumé, é repórter de jornalismo cultural desde 1986 e escritor, autor de Belchior - Apenas um Rapaz Latino-Americano (Todavia, 2017), Raul Seixas - Não diga que a canção está perdida (Todavia, 2019) e Roberto Carlos - Por isso essa voz tamanha (Todavia, 2021)

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome