interior da oficina amacio mazzaropi, fechada atualmente
ALCKMIN ACABA COM OFICINAS CULTURAIS
Centros culturais, que atendem 400 municípios, começam a ser desarticulados pela gestão do PSDB


O governo do Estado de São Paulo iniciou essa semana o processo de extinção das 10 unidades do interior de São Paulo das Oficinas Culturais, espaços gratuitos de lazer que existem há 30 anos. A maioria delas existe em regiões carentes de infra-estrutura cultural, e convertia-se no único espaço do tipo.
Serão mandados embora da sede da instituição, no Bom Retiro, três coordenadores, um coordenador administrativo, um articulador, um assistente e todo o departamento financeiro das oficinas, cerca de 13 funcionários. Entre os dispensados, está o escritor Gonçalo Jr, autor de A Guerra dos Gibis e outros premiados livros. Ao todo, estima-se que entre 40 a 50 servidores serão dispensados.
Release da própria Secretaria de Estado da Cultura informa, no site das oficinas, que elas são 15 unidades no Estado e são responsáveis por atividades gratuitas de formação e difusão cultural em diferentes linguagens artísticas,entre elas as artes plásticas, audiovisual, circo, performance, HQ, dança, fotografia, literatura, música, teatro e também gestão cultural. Atenderiam cerca de 400 municípios.

Em São Paulo, a Oficina Cultural Amacio Mazzaropi, no Brás, que oferecia cursos de teatro, está fechada para reforma há mais de dois anos. A gestão das Oficinas Culturais é da organização social Poiesis, cujo diretor administrativo é Clovis Carvalho, e recebeu este ano cerca de R$ 17,5 milhões do Estado de São Paulo para a gestão de diversas estruturas, como a Casa das Rosas, a Casa Guilherme de Almeida e as Fábricas de Cultura.
AnteriorTempo de crescer
PróximoRita Lee, senhora dona de si
Jotabê Medeiros, paraibano de Sumé, é repórter de jornalismo cultural desde 1986 e escritor, autor de Belchior - Apenas um Rapaz Latino-Americano (Todavia, 2017), Raul Seixas - Não diga que a canção está perdida (Todavia, 2019) e Roberto Carlos - Por isso essa voz tamanha (Todavia, 2021)

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome