Roberto Carlos distribui rosas israelenses para seus fãs em Jerusalém FOTO: Nana Tucci

Seis anos depois de Sereia e Vou Chegar Mais Cedo em Casa, canções feitas para a novela A força do querer (e 11 anos depois do megasucesso Esse Cara Sou eu, composição de Roberto, e Furdúncio, parceria com Erasmo Carlos, morto há um ano), suas últimas composições inéditas, o cantor e compositor capixaba Roberto Carlos, de 82 anos, lançou nesta quinta-feira, 23, a canção inédita Eu Ofereço Flores, uma balada orquestral romântica típica de suas parcerias com o maestro Eduardo Lages (mas cujo arranjo é do seu tecladista de estrada, Tutuca Borba, há 37 anos acompanhando Roberto, e a composição é assinada apenas pelo ‘Rei’).

Eu Ofereço Flores tem sido apontada pelos fãs mais atentos como uma canção na qual Roberto se despede dos palcos, um prenúncio de aposentadoria. Isso porque a letra faz uma espécie de balanço da relação entre o ídolo e seus fãs, “o aplauso que me acalma”, remete a alguns dos seus maiores sucessos, como Emoções e, ao abordar seu próprio estado de espírito (“Me dão o que eu preciso/Sentir nesses momentos”), permite pensar que há um princípio de adeus embutido no provável hit. “Você me viu chorar/Você me fez sorrir/E as vezes que eu sofri/Você estava aqui/Me dando a sua mão/Seu ombro, seu afago/Eu agradeço e trago/No meu coração”.

Estruturalmente, é uma das mais bem-acabadas canções do compositor em décadas. Faz lembrar as baladas do disco de 1983, como Recordações e Mais Nada e A Partir Desse Instante. Também se aproxima, na atmosfera, das canções de natureza religiosa do artista, como Jesus Salvador, e Tu és a Verdade, Jesus. Mantendo intensa agenda de shows nos últimos anos, Roberto nunca falou em parar de cantar. Na TV Globo, segundo alguns colunistas, já cogitam astros para substitui-lo nos especiais de final de ano. Alguns fãs, em fóruns na internet, em sites e plataformas, têm interpretado sua reverência ao público, nessa mais recente composição, como um início de sua saída dos palcos.

Nos décadas mais recentes, Roberto, como compositor, pareceu se afastar da sua estética dos anos 1980, investindo em canções de apelo mais moderno, como o funk melody, e revisitações e novas incursões como intérprete autoconvidado – caso da gravação de Evidências, no ano passado e, em 2021, da música A cor do amor, de Liah com Iana Marinho, o fez retornar à novela das 21h da TV Globo, Um lugar ao Sol. Em 2012, com Esse Cara Sou Eu e Furdúncio na trilha da novela Salve Jorge, de Gloria Perez, ele passou mais uma vez da marca de 2 milhões de EPs vendidos.

Eu Ofereço Flores, que foi disponibilizada nas principais plataformas de música, irá à TV pela primeira vez no Especial Roberto Carlos de 2023, com exibição pela TV Globo, no dia 22 de dezembro. Roberto Carlos dividirá o palco com Fábio Jr. (que completou 70 anos), Luísa Sonza, Ana Castela, Mumuzinho e Jão. A gravação do especial acontecerá no próximo dia 29 de novembro, no Rio de Janeiro, na casa de shows Qualistage, com ingressos à venda pela Eventim.

Leia a letra integral da nova canção de Roberto Carlos e ouça a composição abaixo:

EU OFEREÇO FLORES

(Roberto Carlos)

EU QUERO AGRADECER

POR TUDO QUE VOCÊ

DE BOM ME FAZ SENTIR

POR TANTAS EMOÇÕES

VOCÊ ME VIU CHORAR

VOCÊ ME FEZ SORRIR

E AS VEZES QUE EU SOFRI

VOCÊ ESTAVA AQUI

ME DANDO A SUA MÃO

SEU OMBRO, SEU AFAGO

EU AGRADEÇO E TRAGO

NO MEU CORAÇÃO

OLHARES E SORRISOS

ME DÃO O QUE EU PRECISO

SENTIR NESTES MOMENTOS

NO CORAÇÃO E NA ALMA

O APLAUSO QUE ME ACALMA

ALÍVIO AOS SOFRIMENTOS

E OLHANDO PRA VOCÊS

EU VEJO ESSES SORRISOS

QUE ENFEITAM MINHA VIDA

DE ALEGRIA E CORES

DE TODO O CORAÇÃO

POR TUDO ISSO ENTÃO

EU OFEREÇO FLORES

OLHARES E SORRISOS

ME DÃO O QUE EU PRECISO

SENTIR NESTES MOMENTOS

NO CORAÇÃO E NA ALMA

O APLAUSO QUE ME ACALMA

E ALÍVIO AOS SOFRIMENTOS

E OLHANDO PRA VOCÊS

EU VEJO ESSES SORRISOS

QUE ENFEITAM MINHA VIDA

DE ALEGRIA E CORES

DE TODO O CORAÇÃO

POR TUDO ISSO ENTÃO

EU OFEREÇO FLORES

EU OFEREÇO FLORES

ERRATA: Na primeira edição deste texto, o repórter afirmara erroneamente que Furdúncio e Esse Cara Sou Eu tinham sido as últimas inéditas de Roberto, em 2012. Mas o cantor lançou um EP em 2017 com duas canções novas, Sereia (Roberto Carlos) e Vou Chegar Mais Cedo em Casa (parceria com Erasmo Carlos).

PUBLICIDADE

3 COMENTÁRIOS

  1. Há um erro logo no primeiro parágrafo do texto. Sendo o Jotabe um dos biógrafos do Roberto, acho que vale a pena a correção.

    As últimas músicas que Roberto Carlos gravou de sua autoria não foram as citadas. Foram “Sereia” e “Vou Chegar Mais Cedo Em Casa”, em 2017.

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome