O vizinho

Quase sempre eu tava perdidão na sala quando escutava um sussurro lá no portão. "Tabê? Tabê?". Era o vizinho, o Luiz Prado, me chamando da grade. Eu só conseguia ouvi-lo quando apurava mais o ouvido e distinguia as sílabas finais de Jotabê. Desde que o conheci, há quase 30 anos, nunca ouvi o Luiz Prado falar alto, berrar. Tinha um vozeirão,...

Um manifesto de generosidade de Guizado

Como se Coltrane chapado e Don Cherry virado entrassem por engano no Clash Club e invadissem um show de uns garotos eletrônicos locais barbudinhos. Era o trompetista Guizado lançando seu disco "O Voo do Dragão", independente, na sexta-feira à noite (15), no Itaú Cultural. Noite de cachecóis e echarpes na Avenida Paulista. Ele tinha como convidado o sax tenor de...

Rock reaça x rock “petralla”

A situação política faz a rivalidade entre Brasil e Argentina se encaminhar também para o território do rock'n'roll - e parece que los hermanos estão melhores nisso também No princípio, só o futebol e as praias de Santa Catarina nos separavam. Maradona x Pelé, Messi x Neymar, Boca x Corinthians: o bate-boca estava concentrado nos estádios e nos cafés de Bombinhas. Nos...

A freeway que leva ao Paraíso

A van saiu de Montevidéu na noite de quinta-feira, 11, com 10 homens dentro: sete músicos, dois motoristas para revezamento de direção e um técnico de som. A viagem durou 26 horas e atravessou 1,7 mil quilômetros desde os pampas uruguaios e gaúchos até as lavouras do Norte do Paraná. A van trazia a banda uruguaia Buenos Muchachos para tocar...

É hora de recriar a Guanabara?

COMO SE PRONUNCIA O NOME DO PARTIDO DO MINISTRO SEM PARTIDO? Na União Soviética stalinista, ficou famosa a técnica de apagar dos retratos oficiais aqueles camaradas que tinham caído em desgraça com os novos poderosos. Um expurgo violento teve início e, para se refazer para a posteridade a história da URSS, foi necessária anos adiante uma minuciosa reconstrução das imagens...

“Novo” MinC: um pouco de malandragem

Curioso é o mundo da política: após passar por um período de desprestígio no primeiro mandato de Dilma Rousseff, o Ministério da Cultura (MinC) foi o primeiro a ser escolhido pela presidenta afastada para um despacho conjunto no seu Gabinete Virtual, presidenta e ministro lado a lado respondendo a questões dos cidadãos pelas redes sociais, há 5 dias. O ministro...

The Who, a maior turnê da ‘atualidade’ que nunca veio ao Brasil

Jotabê Medeiros, enviado especial a New Orleans, conta como foi o show dos 50 anos de carreira da banda inglesa que trouxe novos patamares de ambição artística para o rock "Shit happens", disse Roger Daltrey ao descobrir que tinha de cantar "The Kids are Alright", e que Pete Townshend tinha trocado a ordem das músicas. Com o espírito irônico intacto, Daltrey...

Marcelo Calero: caiu ou foi caído?

Jotabê Medeiros analisa a demissão do ministro da Cultura e a substituição pelo Roberto Freire O ministro da Cultura do governo em exercício, Marcelo Calero, teria se demitido na tarde desta sexta-feira, após somente seis meses no cargo. Há controvérsia: ele teve audiências, na quarta e na quinta, com o senador Romero Jucá, líder do governo no Senado, e com...

A longevidade de Iggy Pop é um prêmio que nem merecemos

Dois ou três apontamentos do repórter Jotabê Medeiros sobre os shows de sexta-feira (16/10) do Popload Festival, no Audio Club Quase todos os roadies de Iggy Pop pareciam ter mais de 70 anos O baixista entrou vestido como um dos drugues de Laranja Mecânica, com chapéu coco e colete de gala. O baterista saiu direto de uma firma de demolição para...

Quanto vale o show… da Virada Cultural

Cachês da Virada Cultural 2015 não são fabulosos e ilustram reflexo da popularidade de certos gêneros e da entressafra de outros O rock perde de lavada: enquanto a calejada dupla sertaneja Cezar e Paulinho (autora do bordão “chique no úrtimo”) ganha R$ 50 mil pelo show na Virada Cultural, o grupo gaúcho Cachorro Grande amealha R$ 15 mil e a...