Cena de
Cena de "Um Lampejo Interior", que faz parte do Festival de Cinema Latino-Americano - Foto: Divulgação

Vai até a próxima sexta-feira (17) a 16ª edição do Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, com as produções exibidas em formato híbrido, online e presencial. A programação privilegia produções cinematográficas recentes, a maioria inéditas no circuito comercial. A homenageada é a diretora argentina Liliana Romero, que desenvolve trabalhos com diversas técnicas de animação e terá sua mais recente obra, O Gigante Egoísta, exibida no evento.

Pelas plataformas Sesc Digital, SPCine Play e InnSaeitv, para quem optar pelo streaming, será possível ver pré-estreias de alguns longas-metragens, como Anos curtos dias eternos, da argentina ​​Silvina Estévez, que trata do tema da maternidade. Já A grande viagem ao país pequeno, da diretora uruguaia Mariana Viñoles, e Hope, Soledad, da diretora mexicana Yolanda Cruz, aborda povos que são obrigados a viverem fora de seus países. O primeiro é sobre os refugiados sírios no Uruguai, enquanto o segundo trata de mulheres imigrantes no México.

Em Abajures, a diretora paraguaia Paz Encina cutuca uma ferida dolorida de seu país, a ditadura longa e sanguinária de Alfredo Stroessner (1954-1989), outra da série de intervenções militares sanguínárias na América Latina. Da Venezuela, o drama ficcional Um lampejo interior conta a história de Silvia, uma mulher que, acometida por uma doença rara, teme por sua vida e a de sua filha pequena, Sara, e acaba por adotar uma decisão sem precedentes.

Dos filmes brasileiros no Festival de Cinema Latino-Americano, destaque para a estreia nacional do documentário Clarice Lispector – A Descoberta do Mundo, da diretora Taciana Oliveira. A produção resgata imagens de arquivo inéditos da escritora brasileira, que nasceu na Ucrânia. O filme será exibido exclusivamente no Centro Cultural São Paulo. Carro Rei, de Renata Pinheiro, e Os Ossos da Saudade, de Marcos Pimentel, terão sua primeira exibição em uma sala de cinema.

O Festival de Cinema Latino-Americano também terá atividades abertas, como a masterclass de Paz Encina, e os Encontros de Mulheres e a Indústria Cinematográfica Latino-Americana, e o de Circuitos de Distribuição e Exibição Cinematográfica na América Latina. Liliana Romero também participará de uma dessas atividades.

16ª edição do Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo. Até 17 de dezembro. No streaming e nas salas do CCSP e Spcine Roberto Santos (R. Cisplatina, 505 – Ipiranga)

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome