Itamar Assumpção em foto de Taus Leal para o Centro Cultural São Paulo
Esse cara é louco
Mora na Penha, São Paulo
Dizem que eu sou pirex, pirex
Mas pirex não sou não
Não não não não
Não dou rolê de rolex

A letra de “Pirex”, de Itamar Assumpção (1949-2003), fala do bairro no qual ele viveu duas décadas e onde morreu: a Penha, na Zona Leste de São Paulo, que também é mencionada em outras canções do cantor e compositor (caso de “Z da Questão”, na qual ele canta “na Penha/ São Paulo/ na Estrela Vésper”).

Pois bem: agora Itamar e a Penha serão indissociáveis na visão cotidiana do transeunte. A Prefeitura de São Paulo inaugura neste dia 15, próxima quarta-feira, uma estátua do Nego Dito Itamar em frente ao Centro Cultural da Penha. O endereço é Largo do Rosário, 20. Trata-se da primeira de cinco estátuas em homenagem a personalidades negras da cultura paulistana, anunciadas este ano pela prefeitura, para começar a diminuir um déficit de representação dos grandes vultos pretos da história. Carolina Maria de Jesus, Adhemar Ferreira da Silva, Madrinha Eunice e Geraldo Filme são os outros escolhidos.

Uma estátua, evidentemente, não dá conta da contribuição fabulosa de Itamar Assumpção à cultura brasileira, mas, face ao predomínio das imagens de bandeirantes caçadores de índios, políticos e genocidas da história em espaços de arte pública, é um evento simbólico importante. A imagem foi criada em bronze, com 1,80 m de altura, pelo escultor Leandro Júnior. Autor de pinturas e peças que podem ser vistas em museus de Nova York, São Paulo, Belo Horizonte e Brasília, Júnior é professor de arte e escultura em comunidades quilombolas e dedica-se ao estudo da ancestralidade africana e da história da escravização no Brasil.

O ex-ministro da Cultura Gilberto Gil confirmou presença na festa de inauguração. A programação começa às 11h, com uma missa afro na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, que segue em procissão até o local da estátua, em frente ao Centro Cultural Penha. Gilberto Gil é conselheiro do MU.ITA (Museu Itamar Assumpção), e a cerimônia ainda contará com as presenças do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, da secretária de Cultura do município, Aline Torres, e das herdeiras artísticas de Itamar.

“Que muitas mais estátuas, ruas, avenidas, viadutos e pontes tragam de volta nossas reminiscências tão violentamente apagadas”, escreveu Anelis Assumpção, filha de Itamar. “Cada bronze que eterniza em imagem uma memória dos nossos pretos e pretas mais velhos deve ser reverenciado por todos nós, bradado e gritado a plenos pulmões de que somos a base dessa cultura ao lado dos povos originários, que o racismo derruba e mata, que a desigualdade exclui e condena e que, sobretudo, seguimos na luta”.

As Pastoras do Rosário, grupo formado por mulheres negras do bairro da Penha, cantarão após a cerimônia e, a partir daí, o microfone será aberto para intervenções do público. O Bloco da Micaela animará a tarde no Largo e, às 17h, no Teatro Martins Penna, Anelis Assumpção apresentará show com canções do Itamar e com a participação do rapper Rincon Sapiência. O Bloco Ilu Obá de Min, a partir das 18h, faz o encerramento das comemorações.

“Num momento de tantos retrocessos, precisamos mirar no afrofuturo e reconstruir este país a partir das vivências e potências pretas”, afirmou Anelis. Itamar Assumpção, um dos nomes de ponta da vanguarda paulistana, nos anos 1980, nasceu em Tietê, no interior de São Paulo. Morreu aos 53 anos, vítima de câncer, em 2003. Em 2020, foi inaugurado o MU.ITA – Museu Itamar Assumpção, o primeiro museu virtual dedicado a um artista negro brasileiro.

 

Inauguração da estátua de Itamar Assumpção. Em frente ao Centro Cultural da Penha, no Largo do Rosário, 20, Penha.

Programação:

11h – Missa Afro na Igreja do Largo do Rosário
12h – Cerimonial de abertura com as presenças do Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, da secretária de Cultura do município, Aline Torres, da família Assumpção e do ex-ministro da Cultura e Conselheiro do MU.ITA, Gilberto Gil
14h – Pastoras do Rosário/ Microfone aberto
15h – Bloco da Micaela/ Microfone aberto
17h – Show Anelis Assumpção Canta Itamar, com participação de Rincon Sapiência – Teatro Martins Penna, Centro Cultural da Penha. Os ingressos serão gratuitos e distribuídos uma hora antes do show
18h – Bloco Afro Ilu Obá de Min

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome