O cantor e compositor Maurício Tagliari. Foto: divulgação
O cantor e compositor Maurício Tagliari. Foto: divulgação

Antes de cantar os primeiros versos de “Você não entende nada”, em seu disco “Abraçaço – Multishow ao vivo”, de 2013, Caetano Veloso pergunta, para aplausos da plateia: “cadê o Amarildo?”.

O ajudante de pedreiro Amarildo Dias de Souza, desaparecido àquele ano, aos 47 de idade, virou símbolo da luta contra o abuso de autoridade, a violência policial, e em protestos pela desmilitarização da polícia, no Rio de Janeiro e por todo o Brasil.

A indignação com o caso somou-se a outros, vindos em sequência, o mais notório deles o assassinato da vereadora Marielle Franco, prestes a completar mil dias sem elucidação.

A Amarildo volta o cantor e compositor Maurício Tagliari (ex-Nouvelle Cuisine) em seu novo single: disponível nas plataformas digitais, “Amarildo” (Maurício Tagliari) é a terceira faixa a antecipar “MAô: Allegro Dentro do Possível”, disco que ele deve lançar em 2021.

Tagliari produzia a série Cantoras do Brasil, do Canal Brasil, em que intérpretes contemporâneas faziam releituras de clássicos de cantoras da era de ouro do rádio. Juçara Marçal (Metá Metá) escolheu um repertório da década de 1930 que versava sobre desaparecimentos no morro – vem daí a ideia da música que Tagliari lança somente agora.

“Cadê Amarildo/ cadê você/ Amarildo sumiu/ ninguém sabe/ ninguém viu/ e quem sabe de algo/ tá calado tá com medo”, questiona a letra do samba, que aborda a lei do silêncio que vigora nas periferias brasileiras; quebrá-la pode custar outras vidas.

Na gravação Maurício Tagliari (voz e violão) é acompanhado por Rodrigo Campos (cavaquinho), Maurício Badé (percussão) e Janine Matias e Val Andrade (coro).

*

Ouça “Amarildo”:

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome