Linn da Quebrada no clipe

Uma programação forte anuncia o Mês da Consciência Negra na Cidade de São Paulo. Entre os artistas que vão se apresentar ao longo de novembro, estão listados nomes como Jorge Ben Jor, Zezé MottaThaídeEdi RockKL JayNegra LiMV BillEmicidaAláfiaLiniker e Os CaramelowsTássia ReisDrik Barbosa, Hiran Majur.

Um dos pontos de partida da celebração é o show de Linn da Quebrada no Centro Cultural São Paulo, no dia 3. A artista trans apresentará pela primeira vez o clipe “Oração”, que foi gravado numa igreja abandonada na periferia paulistana e será lançado no sábado 2 de novembro.

A Prefeitura de São Paulo programou mais de 750 atividades, protagonizadas por artistas negros em shows, filmes, espetáculos de teatro, dança e circo, palestras, debates e programação infantil. O ápice será o Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, com um palco armado na Praça da República com programação especial. Acompanhada pelos DJs KL Jay e Nyack, Drik Barbosa apresentará ao vivo, na íntegra, o histórico álbum Sobrevivendo no Inferno (1997), dos Racionais MC’s. O Bloco Afirmativo Ilu Inã fará o show Essênc’Iyá, em homenagem às matriarcas negras, com participações de Tássia Reis e Melvin Santhana. Jorge Ben Jor fará o show de encerramento. Em 27 de novembro, Emicida lançará o álbum AmarElo no Theatro Municipal.

No dia 5, a Biblioteca Municipal promove um encontro com a escritora Conceição Evaristo, às 19 horas. As salas do Circuito Spcine apresentarão o filme O Caso do Homem Errado (2018), de Camila de Moraes, que documenta o caso de um operário negro assassinado pela Polícia Militar na década de 1980. O Festival Mix Brasil, tanto nas salas do Circuito como no Spcine Play, exibirá produção contemporânea de jovens realizadores negros. A programação pode ser acessada aqui

 

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome