A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) decidiu, nesta terça-feira (27), reiterar o convite à ministra da Cultura, Ana de Hollanda, para uma audiência pública em data ainda a ser definida. Desta vez, porém, a agenda da audiência será ampliada. Além de comentar as denúncias de favorecimento da pasta ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), como estabelecia o requerimento anterior, ela fará uma exposição sobre as prioridades do ministério para 2012.

A renovação do convite e a ampliação da pauta da audiência foram sugeridas pelo presidente da comissão, senador Roberto Requião (PMDB-PR), como meio de se alcançar um consenso a respeito do tema.

Inicialmente, o senador Randolfe Rodrigues (PSol-AP), autor do primeiro requerimento para que a ministra comentasse as denúncias relativas ao Ecad, havia pedido a convocação de Ana de Hollanda. Ele criticou o fato de a ministra haver ido à Câmara dos Deputados e de não atender ao convite feito pelo Senado. Por sua vez, a senadora Ana Rita (PT-ES) observou que a ministra foi à Câmara falar sobre um tema mais amplo, ou seja, as suas prioridades para este ano.

Requião relatou aos integrantes da comissão as diversas tentativas de contato com o gabinete da ministra, para marcar a audiência. O senador disse não ser “aceitável” o comportamento do Ministério da Cultura em relação ao convite da CE. Por outro lado, porém, defendeu a reapresentação do convite. E afirmou considerar “ridículas” as críticas a Ana de Hollanda por ter recebido camisetas de uma escola de samba no Rio de Janeiro no carnaval deste ano. Ela terá de responder por isto à Comissão de Ética da Presidência da República.

(…)

* Texto extraído da Agência Senado

P.S. de FAROFAFÁ: Operação Palácio do Planalto entra em ação. O Senado não só não convocou a ministra, conforme havia reiterado o senador Randolfe Rodrigues a este FAROFAFÁ, como renovou o convite (a irmã de Chico Buarque decide quando poderá) e ampliou a pauta, uma forma de fugir do assunto central, que são as denúncias de favorecimento ao Ecad, também divulgadas por este site. A senadora petista quer ouvir as prioridades para este ano… Petista? Alô, Senado!!!

 
Siga o FAROFAFÁ no Twitter
Conheça nossa página no Facebook

Siga-nos no Google Notícias
PUBLICIDADE

1 COMENTÁRIO

  1. Considero o Minc um instrumento estratégico de projeção da cultura brasileira, pra dentro e fora do país. Precisamos de políticas mais arrojadas que de forma efetiva promova o impulso necessário e o valor devido.

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome