Hum, cheio de caraminholas aqui, acho que isto vai virar tipo uma série “agora é Dilma”, “agora é moda”. Prosseguindo:

Uma presidenta solteira é ladeada por um vice grisalho, esticado, de braços dados com uma esposa jovem, expressiva, loura, linda, de linda trança loura.

São traços de uma sociedade ainda extremamente machista, misógina, patriarcal? São.

Agora (é moda?), resposta à altura, ou pior, à baixeza, é uma sociedade inteira reagir à cena concentrando fuzilaria patriarcal, misógina, machista – e covarde- na moça, na Marcela Temer. Nessa hora, somos o espelho quebrado (moralista, puritano, autofóbico) do casal Michel-Marcela. Eles somos nós.

Espelho quebrado vira lâmIna, como já dizia Yoko Ono.

“Para além da minha pessoa, a presença de uma mulher na presidência melhora e valoriza a sociedade brasileira”, disse Dilma Vana, cê tá escutando?, cê tá entendendo? Ouvido é para ouvir, orelha não é cabide de molambo.

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome