Indiferente aos protestos, o ministro-chefe da Casa Civil, general Walter Braga, efetivou na manhã desta terça-feira, 8, no Diário Oficial da União a nomeação do pastor Tassos Lycurgo como Diretor de Patrimônio Imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional  (Iphan).

O alerta da intenção do governo causou indignação profunda entre alguns dos mais proeminentes estudiosos e especialistas da área de preservação cultural, mas isso não sensibilizou o governo.

Simultaneamente, o governo exonerou Hermano Queiroz, especialista em patrimônio, de seu cargo para acomodar Lycurgo. Chama a atenção o fato de que a nomeação não é assinada pela presidente do Iphan, Larissa Peixoto, mas por um dos generais da tropa de mando bolsonarista.

Siga-nos no Google Notícias
PUBLICIDADE

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome