banda: solana
vocal: juliano gauche, um cara q eu convidaria para minha festa de aniversário pq não vive em meio à mentira
e mais: bento e murilo abreu e rodolfo simor
origem: vitória (es)
destino: infinito
minha opinião: eflúvios de azymuth, uma brisa psicodélica, bass beat (nessa canção) que traz boas lembraças de sly & family stone, uma alegria cercada de angústia que reúne a sunshine band com a vertiginosa queda de tim buckley.

direção: alex cepile
fotografia: alex cepile e manoella mariano
edição e finalização: alex cepile e perez lisboa
[ Z creations ]
apoio: olhos coloridos

AnteriorGRANDES ARTIGOS ENCALHADOS – PARTE 3
PróximoALÉM DA VIDA
Jotabê Medeiros, paraibano de Sumé, é repórter de jornalismo cultural desde 1986 e escritor, autor de Belchior - Apenas um Rapaz Latino-Americano (Todavia, 2017), Raul Seixas - Não diga que a canção está perdida (Todavia, 2019) e Roberto Carlos - Por isso essa voz tamanha (Todavia, 2021)

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome