parece que vai rolar uma entrevista com jerry lee lewis.
eu o vi em 2007, em new orleans.
tem um time de feras veteranas segurando sua onda, entre eles o guitarra figura aí da foto, à esquerda, buck hutchinson.
curioso ver jerry lee vivo, era o último que se pensava que chegaria tão longe.

nos anos 60, jerry lee era uma fera, uma força primitiva do rock, uma criatura sombria e ameaçadora vestida de preto que emergiu dos pântanos da louisiana com seu piano que soltava faíscas.
foi acolhido pela mesma sun records, em 1956, que contratou elvis, roy orbinson, chuck berry, johnny cash.
só problema.

mas jerry era até pior do que chuck e johnny cash.
chocou consecutivamente as platéias.
quando casou com a prima de 13 anos, virou inimigo público número 1.
a menina era uma lolita perversa, ficava mordendo um pirulito enquanto ele dava entrevistas.
check it out:

http://www.youtube.com/watch?v=P_0_nXbmAhM

no bom filme sobre johnny cash, com o joachim phoenix e a reese whiterspoon, há um momento em que todos tocam num mesmo galpão.
o cara mais cínico no ambiente, se vocês se lembram, o que distribuía barbitúricos, era jerry lee.

está vivo, com 75 anos, e ganha a vida cantando oldies.
mas tem alguma coisa no piano dele, tem alguma coisa, uma espécie de gilete ensanguentada entrando nos ouvidos.
o que você perguntaria a jerry lee?

Siga-nos no Google Notícias
PUBLICIDADE
Anterioresta luz só pode ser jesus
Próximoaquela casa simples
Jotabê Medeiros, paraibano de Sumé, é repórter de jornalismo cultural desde 1986 e escritor, autor de Belchior - Apenas um Rapaz Latino-Americano (Todavia, 2017), Raul Seixas - Não diga que a canção está perdida (Todavia, 2019) e Roberto Carlos - Por isso essa voz tamanha (Todavia, 2021)

2 COMENTÁRIOS

  1. Perguntaria se ele assistiu Breathless, com Richard Gere e Valérie Kaprisky…Pará, preciso falar contigo. Estou organizando uma semana do livro aki na facul e preciso da sua ajuda!

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome