Em honra à sunday morning que levou Lou Reed embora.

1972 Ângelo Máximo1. Ângelo Máximo, “Domingo Feliz (Beautiful Sunday)” (1972) – pop pós-jovem guarda para um domingo feliz. O passado não foi, quem sabe o próximo?

2. Bebeto, “Praia e Sol” (1981) – Praia, sol, Maracanã, futebol: domingo.

3. Beth Carvalho, “Domingo Antigo” (1968) – uma Beth de festival, toadeira moderna, pré-sambista, cantando Arthur Verocai Arnoldo Medeiros.

1968 Gil-Chico-Veloso por Claudette Soares4. Claudette Soares, “Domingou” (1968) – Claudette canta a tropicália de Gilberto Gil, um pé na modernidade, outro na tradição.

5. Ronnie Von, “Sílvia: 20 Horas, Domingo” (1969) – iê-iê-iê, tropicália, samba-rock de Luis Vagner e rock’n’roll, tudo no mesmo domingo.

6. Titãs, “Domingo” (1995) – domingo rock’n’roll.

7. Ira!, “Manhãs de Domingo” (1988) – manhã domingueira rock’n’roll.

8. Joyce Moreno, “Domingo de Manhã” (2013) – manhã domingueira bossa nova.

1977 Roberto Carlos9. Roberto Carlos, “Jovens Tardes de Domingo” (1977) – domingo de tarde, jovem guarda, saudade e melancolia.

10. Marcus Pitter, “Domingo à Tarde” (1970) – pop domingueiro vespertino.

1974 Casa das Máquinas11. Casa das Máquinas, “Domingo à Tarde” (1974) – domingo hard rock setentista – final de tarde, quase noturno.

12. Coral Som Livre, “Fantástico” (1973) – a idade da pedra das domingueiras noturnas – alguém consegue entender bulhufas do que diz essa letra?

13. O Terço, “Hoje É Domingo (Pede Cachimbo)” (1978) – domingo progressivo.

14. Gal Costa Tim Maia, “Um Dia de Domingo” (1985) – domingo, o dia inteiro.

15. Sergio Murilo, “Domingo de Sol” (1961) – a aurora dos domingos roqueiros, pré-iê-iê-iê.

16. Cleide Alves, “Surpresa de Domingo” (1964) – domingo, twist & hully-gully.

1959 Doris17. Doris Monteiro, “Domingo Próximo” (1959) – se nesse não deu, quem sabe no próximo?

1973 1 Miltinho18. Miltinho, “Domingo Legal” (1973) – legal, e cheio de suingue.

19. Grupo Manifesto, “Hoje É Domingo” (1968) – (anti)protesto: todo dia é dia.

20. Wilson Simonal, “Porque Hoje É Domingo” (1969) – domingão pilantragem.

21. Dulce NunesEdu Lobo Momento 4uatro, “Domingo” (1968) – domingo-poesia, em versos de Mário Quintana.

1963 2 O Bem do Amor22. Elis Regina, “Domingo em Copacabana” (1963) – Elis antes de ser Elis, em Copacabana.

23. Gal Costa Caetano Veloso, “Domingo” (1967) – domingo pós-bossa-novista, pré-tropicalista.

24. Gilberto Gil Mutantes, “Domingou” (1968) – tropicália: domingou!

1969 Jorge Ben25. Jorge Ben, “Domingas” (1969) – as domingueiras de Ben (Jor), casado (até hoje) com uma Domingas.

26. Trio Mocotó, “Maria Domingas” (1971) – Domingas, Maria.

27. Hyldon, “Sábado e Domingo” (1975) – domingão (samba-)soul.

28. Kris e Kristina, “É Domingo É Domingo” (1973) – domingueira interiorana, sertaneja, religiosa, nordestina, sincrética, mestiça, dos cearenses Chico Anysio Arnaud Rodrigues.

29. Jorge Ben, “Domingo 23” (1972) – domingo, 23, é dia de (São) Jorge.

30. Geraldo Azevedo, “Domingo de Pedra e Cal” (1977) – canto de trabalho domingueiro, pernambucano.

1996 Afrociberdelia31. Chico Science & Nação Zumbi, “Criança de Domingo” (1996) – pernambucanos homenageiam o domingão cinzento dos paulistas do Fellini.

2011 Bambas Dois - Brasil-Jamaica32. BiD, Ki-Mani Marley Dominguinhos, “Brasil (Little Sunday)” (2011) – pós-reggae com a sanfona do rei dos dominguinhos, domingos e domingões, o Little Sunday.

33. Jorge Ben Jor Funk’n Lata, “Domenica Domingava num Domingo Linda Toda de Branco” (1997) – versão pós-tudo da Domenica de 1970.

34. Monobloco, “Um Dia de Domingo” (2013) – domingueira pós-carnavalesca.

35. Daniela Mercury, “Domingo no Candeal” (1994) – domingão axé, por Lucas Santtana.

1969 1 Os Originais do Samba36. Os Originais do Samba, “Domingo de Rosa” (1969) – domingão samba-joia, com Mussum.

37. Elza Soares, “Domingos, Domingueira” (1972) – domingo suburbano na voz-mãe de Elza.

38. Roberto Silva, “Domingo de Carnaval” (1968) – domingo gordo para “chutar bem pro alto a tristeza que a gente tem”.

1975 Moro Onde Não Mora Ninguém39. Agepê, “Sete Domingos” (1975) – uns mais tristes, outros menos tristes…

40. Os Originais do Samba, “Alegrias de Domingo” (1989) – alegrias de domingo, sem Mussum, nem Os Trapalhões.

41. Orquestra Som Livre, “Os Trapalhões” (1992) – alegrias de domingo, com Os Trapalhões.

42. Orquestra Som Livre, “Fantástico” (1987) – domingão da depressão…

2012 Trio Preto +143. Trio Preto + 1, “Sábado e Domingo” (2012) – o pós-pagode aos domingos.

44. Raça Negra, “Foi num Domingo” (2011) – domingueiras pagodeiras, 1.

45. Só pra Contrariar, “Um Dia de Domingo” (1993) – domingueiras pagodeiras, 2, com Gal e Tim.

1998 Porcelana46. Negritude Júnior, “De Sexta a Domingo” (1998) – domingueiras pagodeiras, 2: o fim-de-semana inteiro.

47. Wanderley Cardoso, “Domingo” (1977) – pop-iê-iê-iê-cafona e a alegria triste.

48. Reginaldo Rossi, “Era Domingo” (1970) – pop, rock, iê-iê-iê e  a mais deliciosa cafonice.

1978 Diana49. Diana, “Domingo de Flores” (1978) – rock, pop, iê-iê-iê, cafonice, domingo no parque a alegria triste.

50. Roberto Carlos, “Hoje é Domingo” (1993) – os domingos e a tristeza triste.

51. Maria Bethânia, “Domingo” (2009) – e bota tristeza alegre nisso…

52. Marisa Monte, “Pale Blue Eyes” (1994) – não é sunday morning, mas é Lou Reed…

1968 Gilberto Gil53. Marisa Monte Laurie Anderson, “Enquanto Isso (Meanwhile)” – o anoitecer, a madrugada e o alvorecer, o canto de trabalho e o repouso, em qualquer dia da semana, por Marisa, Nando Reis e a última esposa de Lou…

54. Gilberto Gil Mutantes, “Domingo no Parque” (1968) – a manhã tropical se inicia, num domingo vermelho – de sangue.

1 COMENTÁRIO

  1. Acho que a número 12 é mais ou menos assim:

    Olhe bem, preste atenção! Nada na mão, nessa também. Nós temos mágicas para fazer. Assim é vida, olhe pra ver.
    Milhares de sonhos são para sonhar, miragens que não se pode tocar. Numa fração de um segundo, qualquer emoção agita o mundo,
    Riso, criado por quem é mestre.
    Sexo, sem ele o mundo não cresce.
    Guerra, pra mater ou morrer,
    Amor, que ensina a viver.

    É Fantástico, da idade da pedra ao homem de plástico, o Show da Vida.

DEIXE UMA RESPOTA

Por favor, registre seu comentário
Por favor, entre seu nome