CD Vendedor de Sonhos homenageia Fernando Brant
O clube da esquina vive. Nomes fortes da música mineira e da nova MPB homenageiam Fernando Brant (1946-2015) no tributo Vendedor de Sonhos.

Nomes fortes da música mineira e da nova MPB homenageiam Fernando Brant (1946-2015) no tributo Vendedor de Sonhos

Principal letrista do clube da esquina, o mineiro Fernando Brant (1946-2015) é homenageado no tributo Vendedor de Sonhos, um trabalho coeso produzido e arranjado pelo sobrinho do compositor, Robertinho Brant. O elenco de intérpretes inclui forças do clube da esquina (Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Toninho Horta, Tavinho Moura, Flávio Venturini), ícones da MPB (Djavan, Joyce Moreno, Dori Caymmi), expoentes da música mineira pós-clube da esquina (Fernanda Takai, Samuel Rosa, Marina Machado) e da nova MPB (Seu Jorge, Mônica Salmaso, Roberta Sá, Nina Becker).

O repertório é repleto de clássicos do clube da esquina, a maior parte deles conhecidos na voz de Milton Nascimento (que, ele próprio, se incumbe de O Medo de Amar É o Medo de Ser Livre, apresentada em 1978 por Beto Guedes). Pontos altos são Outubro (1967, com Nina Becker), Beco do Mota (1969, com Tadeu Franco), Durango Kid (1970, Lô Borges), San Vicente (1972, Beto Guedes), Paisagem da Janela (1972, Samuel Rosa), Ponta de Areia (1975, Roberta Sá), O Que Foi Feito Devera (1978, Mônica Salmaso), Credo (1978, Boca Livre) e Vida (1981, Zé Renato), entre outros. Produzido por quem entende do universo de Brant e do clube, Vendedor de Sonhos apresenta-se uno e coeso.

Fernando Brant – Vendedor de Sonhos. Vários. Biscoito Fino.

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome