Festival de Ações Literárias homenageia o educador Paulo Freire
Paulo Freire - Foto: Acervo Instituto Paulo Freire

A primeira edição do Festival de Ações Literárias, em São José do Rio Preto, faz uma justa homenagem ao educador Paulo Freire. Iniciando nesta sexta-feira 25 e se encerrando no domingo, o evento invoca o nome do intelectual pernambucano para lembrar como a leitura é capaz de emancipar o indivíduo ao apresentar a ele o pensamento crítico e libertário. Muitas vezes mais valorizado no exterior do que no Brasil, Freire (1921-1997) escreveu Pedagogia do Oprimido, um livro clássico que no ano passado completou cinco décadas de publicação e continua sendo traduzido em diversos idiomas. É uma das obras mais referenciadas em pesquisas acadêmicas.

O Festival de Ações Literárias se aproveita desse olhar afetuoso da leitura de Paulo Freire para mobilizar a população rio-pretense em torno da figura do livro. Serão 12 ações literárias, todas gratuitas, entre palestras, bate-papos, exposição infográfica, sarau, feira de livros, lançamento de livros, leitura compartilhada e relatos sobre leitura e literatura. O evento ocupará, nos quatro dias, a Biblioteca Pública Municipal Dr. Fernando Costa.

“Incentivar a leitura e democratizar o acesso à leitura e à literatura é, de fato, um ato de resistência, em um país com índices tão baixos nesse quesito”, afirmou, em material divulgado à imprensa, a curadora Carolina Manzato. “Apostar na cultura da leitura é de extrema urgência e relevância social, já que o acesso aos bens culturais é também uma forma de promoção da equidade.”

Quem estará presente, no domingo às 18 horas, é o escritor Marcelino Freire, autor de Contos Negreiros, prêmio Jabuti, e Nossos Ossos (ambos publicados pela Editora Record), agraciado com o prêmio Machado de Assis. Num papo franco, Marcelino falará de sua experiência como escritor (no ano passado, publicou Bagageiro (Editora José Olympio), uma coletânea de ensaios.

Fazendo jus ao seu nome, o Festival de Ações Literárias tentará realizar uma performance inédita: as pessoas falarão, em até 10 minutos, diante da câmera qual são suas listas preferidas de escritores da literatura do início até o fim do evento, sem paradas. A ação, batizada como “Vigília Literária”, será transmitida pelas redes sociais.

1º FAL – Festival Ações Literárias: A Importância do Ato de Ler. Na Biblioteca Pública Municipal Dr. Fernando Costa, em São José do Rio Preto-SP, de sexta-feira a domingo (25 a 27 de outubro). Grátis. Programação em fal.casadecriar.com.br.

Siga-nos no Google Notícias
PUBLICIDADE

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome