Cachês da Virada Cultural 2015 não são fabulosos e ilustram reflexo da popularidade de certos gêneros e da entressafra de outros


O rock perde de lavada: enquanto a calejada dupla sertaneja Cezar e Paulinho (autora do bordão “chique no úrtimo”) ganha R$ 50 mil pelo show na Virada, o grupo gaúcho Cachorro Grande amealha R$ 15 mil e a banda de metal Korzus levanta R$ 13 mil.

É um ordenamento natural de mercado, se for observada a recentíssima pesquisa da J.Leiva/Datafolha sobre as preferências culturais dos paulistas, um amplo levantamento dos gostos populares. O sertanejo é o gênero preferido para 45% dos paulistanos (e 53% dos paulistas), enquanto a MPB tem 24% e o rock 21%.

Abaixo, um pequeno levantamento feito pelo blog acerca dos cachês pagos pela Prefeitura de São Paulo para os artistas que se apresentarão neste final de semana – o cachê da maior estrela, Caetano Veloso, ainda não foi publicado, mas ele cobrou R$ 90 mil na sua mais recente apresentação para o poder público.

As chamadas “lendas vivas” conseguem cachês melhores, como Erasmo Carlos, Golden Boys e Jerry Adriani. Mas não é uma fábula, em minha opinião – chegaram a pagar R$ 700 mil para Seu Jorge cantar no Réveillon do Rio de Janeiro, e R$ 120 mil para Maria Rita. E é preciso notar que muitos dos cachês aqui incluem a apresentação de uma banda inteira, não somente do artista mencionado.

  1. Alceu Valença R$ 70 mil
  2. Anita Tijoux     R$ 58 mil
  3. Erasmo Carlos  R$ 55 mil
  4. Cezar e Paulinho   R$ 50 mil
  5. Diana Pequeno    R$ 45 mil
  6. Ira!               R$ 38 mil
  7. Fafá de Belém     R$ 38 mil
  8. Teatro Oficina    R$ 30 mil
  9. Golden Boys        R$ 30 mil
  10. Odair José      R$ 25 mil
  11. Eduardo Dussek   R$ 25 mil
  12. Língua de Trapo    R$ 18 mil
  13. Alaíde Costa      R$ 16 mil
  14. Curumin             R$ 15 mil
  15. Cachorro Grande  R$ 15 mil
  16. Korzus                     R$ 13 mil
  17. Badi Assad             R$ 11 mil
  18. Eudoxia de Barros   R$ 6 mil

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome