Cachês da Virada Cultural 2015 não são fabulosos e ilustram reflexo da popularidade de certos gêneros e da entressafra de outros


O rock perde de lavada: enquanto a calejada dupla sertaneja Cezar e Paulinho (autora do bordão “chique no úrtimo”) ganha R$ 50 mil pelo show na Virada, o grupo gaúcho Cachorro Grande amealha R$ 15 mil e a banda de metal Korzus levanta R$ 13 mil.

É um ordenamento natural de mercado, se for observada a recentíssima pesquisa da J.Leiva/Datafolha sobre as preferências culturais dos paulistas, um amplo levantamento dos gostos populares. O sertanejo é o gênero preferido para 45% dos paulistanos (e 53% dos paulistas), enquanto a MPB tem 24% e o rock 21%.

Abaixo, um pequeno levantamento feito pelo blog acerca dos cachês pagos pela Prefeitura de São Paulo para os artistas que se apresentarão neste final de semana – o cachê da maior estrela, Caetano Veloso, ainda não foi publicado, mas ele cobrou R$ 90 mil na sua mais recente apresentação para o poder público.

As chamadas “lendas vivas” conseguem cachês melhores, como Erasmo Carlos, Golden Boys e Jerry Adriani. Mas não é uma fábula, em minha opinião – chegaram a pagar R$ 700 mil para Seu Jorge cantar no Réveillon do Rio de Janeiro, e R$ 120 mil para Maria Rita. E é preciso notar que muitos dos cachês aqui incluem a apresentação de uma banda inteira, não somente do artista mencionado.

  1. Alceu Valença R$ 70 mil
  2. Anita Tijoux     R$ 58 mil
  3. Erasmo Carlos  R$ 55 mil
  4. Cezar e Paulinho   R$ 50 mil
  5. Diana Pequeno    R$ 45 mil
  6. Ira!               R$ 38 mil
  7. Fafá de Belém     R$ 38 mil
  8. Teatro Oficina    R$ 30 mil
  9. Golden Boys        R$ 30 mil
  10. Odair José      R$ 25 mil
  11. Eduardo Dussek   R$ 25 mil
  12. Língua de Trapo    R$ 18 mil
  13. Alaíde Costa      R$ 16 mil
  14. Curumin             R$ 15 mil
  15. Cachorro Grande  R$ 15 mil
  16. Korzus                     R$ 13 mil
  17. Badi Assad             R$ 11 mil
  18. Eudoxia de Barros   R$ 6 mil

Siga-nos no Google Notícias
PUBLICIDADE

2 COMENTÁRIOS

  1. "O rock perde de lavada: enquanto a calejada dupla sertaneja…"
    Pergunto: é isso que você tem a dizer a respeito da Virada Cultural 2015?

    Nada contra fazer uma relação da popularidade entre gêneros musicais para justificar o cachê pago para os artistas que se apresentaram na Virada Cultural 2015. Só não vejo motivo para apresentar esses dados partindo de uma competição entre gêneros musicais.

  2. Pode ser que vc tenha razão. Mas o fato é que o rock se tornou um tantinho arrogante nos últimos anos, e a música sertaneja é bastante subestimada. Talvez isso justifique meu lide.

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome