Com influências da Velha Guarda do Rio e de bambas de São Paulo, grupo de samba paulistano prepara álbum com composições inéditas e entrou na onda do financiamento coletivo.

Dentre os significados da palavra “cantilena”, estão o de ser uma “canção ou poema breve e simples” ou então uma “queixa repetida e monótona; lamúria”, segundo o Dicionário Houaiss. Daí a gente ouve as canções do primeiro álbum de um conjunto de samba chamado Cantilena Paulistana e vê que não é uma coisa, nem outra. As lembranças de mestres cariocas como Cartola, Noel Rosa, Candeia e Monarco não são à toa. Assim como se percebe influências de Adoniran Barbosa, Geraldo Filme e Oswaldinho da Cuíca. Mas o grupo tem um repertório exclusivo de canções próprias, compostas pelo violonista e compositor Lourenço Assumpção, com letras sofisticadas e bem trabalhadas, e elas possuem uma clara vocação para o otimismo típica dos bons sambistas que sabem levar a vida “só no sapatinho”.

Com um pé na Vila Madalena, bairro boêmio de São Paulo, o Cantilena Paulistana entrou na onda dos financiamentos coletivos. Começaram agora a arrecadar 8.431 reais, verba que será utilizada para gravar o segundo disco. A recompensa, além de incentivar a cultura, vai desde ter o nome reconhecido no site do grupo até o direito a um show privado para 50 pessoas com uma hora de duração. O primeiro álbum, lançado em março de 2011, foi composto por composições dos integrantes antes mesmo de eles se reunirem em torno do grupo. A ideia do segundo CD, “O Figo e a Figueira”, é reunir canções inéditas que surgiram já com o conjunto formado.

“Para quem não conhece o trabalho, somos um grupo de compositores do samba paulistano que luta pra mostrar que as tradições do samba ainda falam da cultura brasileira. Que de modo cotidiano e sem negar suas raízes ainda nos toca sem ficar empoeirado nas prateleiras do passado, mas se projeta ao futuro falando de coisas que vão além do presente”, escreveram eles na apresentação do projeto no site Movere.me.

Siga o FAROFAFÁ no Twitter
Conheça nossa página no Facebook

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome