Rolling Thunder Revue, da Netflix - Foto Divulgação

Netflix, HBO, FOX, Amazon Prime, Youtube Vídeos, Hulu, Locke, Globo Play, Now e a lista prossegue. E o próprio cinema luta bravamente para resistir à multiplicidade das plataformas, que, abastecidas de recursos, têm bancado produções que antes eram financiadas pela indústria cinematográfica. Mas apesar da diversidade de títulos não é tarefa fácil encontrar o melhor do streaming em 2019. Muita coisa lançada não vale o clique, mas os algoritmos são experts em seduzi-lo a dar um play.

Martin Scorcese, veterano diretor de Hollywood, produziu duas robustas produções para a Netflix, um documentário sobre Bob Dylan e o filme definitivo sobre a máfia italiana nos Estados Unidos. Chernobyl, de Craig Mazin, conquistou o prêmio Emmy e recebeu quatro indicações ao Globo de Ouro.

1) Rolling Thunder Revue, de Martin Scorsese, Netflix

Bob Dylan e Scorsese bagunçaram definitivamente o formato do documentário e da revisão histórica com um filme de invenção. Não é apenas um tratado sobre a nostalgia e o elogio da excelência musical do passado, mas também uma discussão acerca da condição de chofer de consciências que geralmente é atribuída ao grande artista. (Jotabê Medeiros)

2) Chernobyl, de Craig Mazin, HBO

A série nasceu com a missão de ocupar o vácuo deixado por Game of Thrones. Fez mais que isso. Reconstituiu a história real sobre o acidente nuclear a partir de uma crítica contundente à burocracia do regime socialista da antiga União Soviética. (Eduardo Nunomura)

3) O Irlandês, de Martin Scorsese

A figura do gângster revista sob outro ângulo motivacional: o do funcionalismo. Não há mais ódio nem vendettas na base da atividade mafiosa, mas apenas dedicação profissional. Utilizando a mesma tecnologia que critica, Scorsese coloca seus atores imortais (Robert De Niro, Joe Pesci e Al Pacino) em uma gangorra existencial que cimenta um novo clássico. Gênio. (JM)

Veja a lista de quem votou na lista “O melhor do streaming em 2019”:

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome