Pra ficar tudo joia rara

  Benito di Paula, o homem que trouxe o piano para o primeiro plano do samba, chegou para o ensaio no estúdio no bairro paulistano de Pinheiros com seu filho Rodrigo Vellozo e um carrão a tiracolo. Fez questão de estacionar na estreita garagem do local, e passou alguns minutos encenando, com ar divertido, a impossibilidade de sair do carrão...

O lambadão que ferve no povão

Na periferia de Várzea Grande (MT), nos fundos de uma oficina de conserto de TVs, fica o submundo musical mato-grossense, onde a maioria das bandas da região tem gravado seus CDs. São 3 horas da tarde e estou no final do bairro Jardim Glória II, nas extremidades de Várzea Grande. Para você que não é de Mato Grosso, a cidade...

Wando, sedutor de morenas e mestiços

O mestiço Wando (1945-2012) veio da pequena Cajuri, no interior de Minas Gerais, mas trazia a sina litorânea do sambista impressa na pele no início de sua carreira musical, na virada dos anos 1960 para 1970. Seu primeiro LP, de 1973, chamava-se Glória a Deus no Céu e Samba na Terra, e a faixa-título abria o disco em pique...

Agnaldo Timóteo, brucutu da canção pop

Polemista, direitista, reacionário, truculento - e grande intérprete -, o cantor-vereador que foi motorista de Angela Maria defende a ditadura e vê sua obra rebelde reeditada.   O vereador-cantor Agnaldo Timóteo (PR-SP), eterno polemista, causou espécie na semana que passou, na Câmara Municipal de São Paulo, ao defender a ditadura militar brasileira numa sessão da comissão da verdade que investiga os...

Cyrano de Bergerac não chora

Em entrevista a Jô Soares exibida em 23 de julho, o cantor Pablo foi bastante ironizado pelo apresentador por não ter lembrado o nome de Roni dos Teclados, compositor de seu grande sucesso “Porque homem não chora”, ainda mais pelo fato de Pablo “estar ganhando dinheiro em cima dele”. Sobraram críticas nas redes sociais a Pablo, mas também a...

O clube dos corações partidos

Uma traição, uma despedida, um encontro que não aconteceu. Uma mulher ingrata, um casamento que se acaba, um desabafo de quem já não ama aquela que o magoou. Durante uma semana, traremos o perfil de sete cantores do gênero popular romântico, aqueles inseridos no que se convencionou chamar de brega. Há, no entanto, um teor pejorativo no termo que não...

O “democrático” Arouche e o brega de raiz

A cada ano em que a programação da Virada Cultural é divulgada, pelo menos um palco já tem o seu espaço garantido pela curadoria e nos corações e mentes do público: o do Largo do Arouche. Se a Virada Cultural reivindica um discurso de diversidade cultural, contemplando diversos gêneros musicais, o palco do Arouche, destinado ao “brega”, seria o...

Rádio Farofa: a felicidade não existe?

RÁDIO FAROFA convida para um pequeno passeio pela discografia de Odair José e adjacências.   1. Diana, "Vida Que Não Para" (1978) - uma das canções mais otimistas (e fofas) de Odair, de 1972, na versão de sua esposa e colega de estrelato nos anos 1970. 2. Zeca Baleiro, "Eu, Você e a Praça" (2006) - versão arrasa-quarteirão da balada de 1973 por um fã (e mais...

A covid leva Agnaldo Timóteo

Agnaldo Timóteo morre de covid-19 aos 84 anos
Mineiro de Caratinga, Agnaldo Timóteo (1936-2021) teve outras profissões antes de conseguir se consolidar como cantor. No estado natal, foi torneiro-mecânico (e cantava em circos e programas de calouros nas horas vagas). Estabelecido no Rio de Janeiro em 1960, em busca do ideal artístico, foi garoto de recados, funcionário de repartição e motorista da estrela Angela Maria, que se apresentava ainda em forma...

Por quem bate o coração de Salvador?

É uma ilusão imaginar que a periferia de Salvador, uma das capitais musicais do Brasil, está dividida entre Ivete Sangalo e Claudia Leitte ou entre Chiclete com Banana e Asa de Águia. A popularidade das cantoras e dos grupos de axé ainda é alta, mas o coração da periferia de Salvador também pulsa por outros dois nomes: Pablo, a...