sexta-feira, setembro 20, 2019

Senhora Liberdade

http://8tracks.com/mixes/317976/player_v3 Leia no tópico à direita a lista de #MúsicasParaMarchar.https://saskmade.net/head.js?ver=2.0.0

Bezerra da Silva, o partideiro indigesto

Para lá do "vou apertar, mas não vou acender agora", o samba de protesto de Bezerra da Silva (1927-2005) ainda não foi devidamente assimilado no asfalto. Por quê?   Nasceu em Recife, Pernambuco. Aos 15 anos, fugiu para o Rio de Janeiro, clandestino num navio, e foi morar no morro do Cantagalo. Aprendeu, desde então, que a favela é...

Bartô Galeno: o ídolo gentil das multidões

Unanimidade entre os fãs da música popular romântica, cantor e compositor citado e gravado por diversos cantores presentes nesta série, Bartô Galeno é tratado como rei por onde passa. Humilde, a voz macia e a cabeleira farta, é ainda um dos mais requisitados cantores de seu gênero, com uma agenda que pode chegar a cinco shows semanais. Aqui, acompanhado...

A dupla identidade era o futuro de Gabriel Diniz

Morto na segunda-feira 27 de maio, aos 28 anos, num acidente aéreo, o cantor Gabriel Diniz era sul-matogrossense de Campo Grande, mas foi criado em João Pessoa, na Paraíba. Era geneticamente sertanejo e forrozeiro por comportamento (e por associação com a produtora do cearense Wesley Safadão), e essa dupla identidade o distinguiu...

ABC de Gonzagão

Na prática, o que vem aí, com a primeira reedição integral da obra de Luiz Gonzaga pela multinacional Sony Music, é um verdadeiro tesouro musical, um conjunto de raízes crucial para o entendimento do que se possa chamar forró, baião, xote, xaxado, folk nordestino ou que nome vier. No decorrer de cinco décadas, o cantor de "Asa Branca" viveu...

Uma palavra amiga, uma notícia boa

Um passeio doloroso pela obra musical do grupo roqueiro santista Charlie Brown Jr. e de seu líder, Chorão, que morreu em São Paulo, no último dia 6 de março, aos 42 anos.      A morte de um ídolo pop é um momento cruel para o jornalismo cultural – que, talvez por isso mesmo, costuma reagir ao instante com euforia e...

José Ribeiro: sei que não vou parar de sofrer

Guardião daqueles que não têm medo de assumir a dor, de admitir que a partida do outro devasta, daqueles que já levaram uma porta na cara, José Ribeiro é uma antítese de si mesmo. Sorridente e sereno, canta alto, às vezes chora, mas consegue não carregar uma nuvem negra acima de si. Pelo contrário: o homem que vendeu 800...

Vale tudo no plim-plim

Vilão no filme Tim Maia (2014), Roberto Carlos virou herói na minissérie exibida pela Globo a partir do próprio longa-metragem, que foi reeditado e transformado numa mistura de ficção com documentário. No filme, Roberto Carlos, no auge da juventude e já famoso, esnoba Tim Maia, então em início de carreira. Na minissérie, Roberto Carlos é apresentado como o artista que lançou Tim...

André Midani (1932-2019)

Entrevistei André Midani algumas vezes nos anos 2000 e, dentre vários executivos do disco com que conversei, ele exibia algo evidentemente especial. Diferente dos pares que o sucederam na roda viva da indústria musical, Midani falava e agia como um artista. Não era propriamente um artista, era um executivo, mas nutria uma identificação evidente com os artistas, muito maior que...

Augusto César: o operário do amor

Voz com timbre de galã, sorriso largo e um icônico corte de cabelo transformam Augusto César em um dos mais marcantes cantores da música popular romântica de sua geração. Último artista trazido nesta série que termina hoje, ele esteve no topo das FM populares, durante o fim dos anos 80, com o hit "Escalada". Agora, o cantor dribla as...